+ DE 20 obras

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Ministra da Igualdade Racial representa o governo brasileiro na I Cúpula sobre a Diáspora, em Johannesburgo

Encontro acontece HOJE - Dia da África - 25 de maio – e reúne chefes de estado e de governo na África do Sul, onde será divulgada a declaração e o programa de ação com propostas que darão consequência à Cúpula.

Johannesburgo, maior cidade da África do Sul, sedia a I Cúpula Africana Global sobre a Diáspora. Participam do encontro Chefes de Estado e de Governo do Caribe, da América do Sul e Latina, além de representantes da diáspora africana.

A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luíza Bairros, representa o governo brasileiro na Cúpula, que será concluída com a divulgação de uma Declaração e de um Programa de Ação com propostas de cooperação entre os países participantes.

A abertura do evento terá pronunciamento do presidente do Benin e da União Africana, Thomas Boni Yayi, do presidente da África do Sul, JG Zuma, e de representações da Diáspora Africana. A solenidade contará também com uma breve exposição sobre aIntegração da Diáspora no Continente em homenagem ao Dia da África.

A cúpula é motivada, entre outras razões, pela necessidade de estabelecimento de parcerias ​​entre o continente africano e sua Diáspora por meio do diálogo sustentável e efetiva colaboração entre os governos e povos de diferentes regiões do mundo. O encontro considera a necessidade de celebrar e preservar a herança compartilhada entre a África e os povos de ascendência africana na Diáspora, bem como a premência de conferir uma correta perspectiva à história africana.


25 de Maio

Não por acaso, a Cúpula acontece em 25 de maio - Dia da África. A data marca a criação, em 1963, da Organização de Unidade Africana (OUA), principal defensora da causa africana a nível mundial. Em 2001, na Líbia, estadistas reunidos na V Cimeira Extraordinária da OUA, proclamaram a fundação da União Africana (UA). Justificou-se o ato pela necessidade de acelerar o processo de integração regional; promover e consolidar a unidade do continente; fomentar a união, a solidariedade e a coesão; eliminar o flagelo dos conflitos; e habilitar a África a fazer face ao desenvolvimento político, econômico e social da ordem internacional.


África

Com cerca de 30 milhões de quilômetros quadrados e mais de 800 milhões de habitantes em 54 países, a África é o segundo continente mais populoso e mais extenso do planeta, ficando atrás apenas da Ásia. Sua população representa cerca de um sétimo do contingente populacional do mundo. Semelhante ao Brasil, cinco dos países de África foram colônias portuguesas e usam o português como língua oficial: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

O idioma, entretanto, não se constitui em única semelhante entre países africanos e o Brasil. Similaridades culturais, históricas e sociais revelam heranças de africanidade na identidade dos brasileiros, que são mais de 50%afrodescendentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário