quinta-feira, 5 de setembro de 2013

PREFEITURA de VALENÇA implanta terror no município ao demitir mais de 300 pais e mães de famílias...

A onda de demissões em massa ronda a prefeitura de Valença
O pior aconteceu. A prefeitura de Valença acaba de demitir 317 servidores públicos, pais e mães de famílias, derramando o último balde de terror sobre um envergonhado município, mergulhado no mar das crises mais cruéis.

Se há muito falta segurança, organização urbana, união entre as lideranças políticas\empresariais e um modelo educacional prático, que atenda aos anseios das crianças, jovens, coroas e idosos, agora sobra desemprego, patrocinado pela prefeitura, uma instituição inventada para oferecer, em qualquer situação, o bem-estar social para todos os cidadãos.

Os sinais estavam no ar desde a semana passada. A prefeita Jucélia tinha determinado o fechamento de 19 Núcleos do PETI - 18 na zona rural e 01 na Sede -, daí a relação dos servidores demitidos saiu: mais de 60 na ação social, outros tantos na saúde e um trem desembestado de mais de cem na educação e alhures ...

Vale lembrar que a chefa do Executivo valenciano, ainda em fevereiro passado, prometeu demitir 800 servidores "para enxugar a folha e transformar a cidade num canteiro de obras". Por enquanto, 'somente' 317 foram demitidos, mas, "vamos combinar": prefeitura nenhuma foi feita para gerar desempregos, principalmente quando sabe-se que falta planejamento e sobra 'empreguismo' provocando esse caos...

A Prefeitura de Valença não fez esforço algum para acompanhar os índices constitucionais, que limitam os gastos com a folha de pagamento de pessoal em 54% de todas as receitas municipais arrecadadas, e extrapolou nos contratos, ultrapassando os gastos em mais de 20% só com salários... e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) não permite tal descalabro, forçando, futuramente, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) a reprovar a gestão orçamentária do Executivo e complicar a vida política da jovem prefeita. Taí o motivo-único das 317 demissões. 

O resto todo mundo já sabe. As prefeituras do Brasil estão realmente em crise, mas quem planejou, soube negociar as dívidas com o Governo Federal e é competente, acabou fazendo ajustes para não derramar o terror demitindo 317 funcionários, como acaba de acontecer aqui, em Valença da Bahia.

4 comentários:

  1. só assim terá concurso publico, inútil essa reportagem.
    para que acha um desenvolvimento numa cidade como valença tem que tirá pessoas ficam encostada na prefeitura, comendo e mamando do bom.

    aprovo concurso publico.

    ResponderExcluir
  2. Blá, Blá, Blá…. Todo ano acontece a mesma coisa nesta época. Todos, eu disse TODOS, prefeitos demitem, cortam gastos para equilibras as contas e dar satisfação ao TCM. Em janeiro volta tudo novamente, contratações, mais gastos para compensar os dos meses passados, etc. E serve como desculpa para os prefeitos afastarem aqueles contratados empurrados por algum vereador ou cabo eleitoral que ele não gosta colocando outro no lugar.
    E a imprensa faz esse alarde todo parecendo que é novidade. Engana povo como sempre.
    Há ia esquecendo o leitinho continua saindo para alguns mais chegados através de compras, festas superfaturadas, etc.Um desvio aqui outro ali, nada que os experts do Tio não saibam fazer muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com você!
      O POVO SE FAZ DE CEGO!

      Excluir
  3. Traição isso sim. Fico lembrando da campanha ela dissendo que ia ser dificil tirar a cidade do buraco, mas que não ia perseguir os servidores, mim quebrei, votei nela. Pura decepção.

    ResponderExcluir