Respeita as Mina

Respeita as Mina

sábado, 21 de março de 2020

Prefeitura de Cairu coloca em prática medidas para reduzir riscos da Covid-19...

Os exemplos dos países afetados pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, mostram que há formas de reduzir seus riscos. A Prefeitura de Cairu, único município-arquipélago do país e terceiro maior destino turístico da Bahia, iniciou as medidas contra a pandemia antes da sua chegada ao local. A localidade não possui registros da doença e está em estado de emergência decretado, o que garante investimentos imediatos direcionados ao controle da pandemia.

Na última segunda-feira, 16, foi oficializada a criação do “Comitê Municipal de Prevenção e Controle da Covid-19 (Coronavírus)”, formado pelas secretaria municipais de Governo, Saúde, Educação, Turismo, Administração e Procuradoria Geral do Município, além da presença facultativa de outros órgãos. Entre as ações, estão a suspensão de aulas na redes públicas e particulares e dos serviços de passeios volta à ilha, redução do horário de funcionamento de bares e restaurantes, paralisação de academias e adiamento de eventos com a presença superior a 50 pessoas.

“Nós acreditamos que a melhor maneira de nos preparar é agindo de forma rápida e assertiva através de medidas que ajudem a controlar os riscos de contágio e disseminação entre a população de Cairu”, afirmou o prefeito Fernando Brito. Através de decreto, o Comitê também estabelece que o procedimento de quarentena poderá ser adotado para casos suspeitos, assim como o isolamento para casos confirmados. Em caso de descumprimento das medidas, está prevista multa entre R$2 mil e R$10 mil reais, além de medidas cíveis e criminais cabíveis. 

Limitação de turistas
Por se tratar de um município-arquipélago, as características geográficas de Cairu são valiosas neste momento. A Prefeitura Municipal decretou a realização de triagem dos passageiros que chegam em todas as entradas da localidade, assim como dos veículos de transporte intermunicipal e municipal durante 10 dias. Para realizar a operação, o Centro de Atendimento ao Turista, em Morro de São Paulo, servirá de base.

A entrada está restrita a moradores e profissionais em atividade de trabalho. O transporte de mantimentos e outros insumos necessários para subsistência, assim como o transporte para a saída de turistas, também não serão afetados. “Fica excepcionada a circulação de transportes rodoviários e hidroviários, públicos ou particulares, para deslocamento de trabalhadores, residentes nos distritos municipais ou nas cidades de Valença, Taperoá, Nilo Peçanha e Ituberá, desde que conduzidos para o exercício de atividade profissional”, determina o Decreto nº 3.984, publicado em 19 de março de 2020. 

Combate às fake news
O compartilhamento de notícias falsas no município sobre o novo coronavírus também está sendo controlado. Através de decreto, a Prefeitura determinou que qualquer cidadão que divulgar fake news relacionadas ao assunto, com fins de promoção pessoal, responderá juridicamente. Os servidores municipais também serão responsabilizados administrativamente, civilmente e criminalmente. Para colaborar no combate a disseminação de informações incorretas, o Ministério da Saúde possui uma página onde desmente notícias falsas que têm sido divulgadas em relação à pandemia. Para acessar, basta visitar o endereço na web https://www.saude.gov.br/fakenews

Nenhum comentário:

Postar um comentário