Respeita as Mina

Respeita as Mina

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

FESTA DO AMPARO 2013 tem ordenamento novo...

Atendendo solicitação da Igreja Católica e dos moradores do bairro do Amparo, o Governo de Valença publicou Portaria que disciplina e organiza os festejos em louvor à Nossa Senhora do Amparo em 2013.

De acordo com o documento, fica terminantemente proibida a colocação de barracas em todo o circuito que dá acesso ao Adro da igreja - Rua Manoel Firmino Mociatiba Rua Dalmo Dias e Rua Veteranos da Independência. Ainda de acordo com a Portaria, não será permitida a colocação de mesas e cadeiras nas ruas do referido circuito. Outra modificação se refere à comercialização de bebidas em vasilhames de vidro, que também será proibida.

Sensível aos pedidos dos ambulantes, a Receita Municipal emitirá alvarás para pessoas que comercializam cachorro-quente, maçã-do-amor, pipoca e similares, entretanto, os interessados deverão negociar seus espaços junto ao proprietário de um terreno que fica próximo ao Clube Mirante e depois, procurar a Receita para emissão do alvará. A venda desses produtos no circuito da festa, portanto, ficará restrita ao referido espaço.

Os comerciantes que possuem pontos fixos poderão comercializar seus produtos normalmente, mas obedecendo os itens que vetam a colocação de mesas e cadeiras nas ruas e a venda de bebidas em garrafas de vidro. Também a instalação provisória de bares e similares em terrenos e imóveis no circuito da festa não terá a liberação do alvará de funcionamento. Para orientar e coibir possíveis abusos, tanto a Prefeitura, através da Guarda Municipal, quanto a Polícia Militar, estarão fiscalizando durante todo o período da festa, o cumprimento das determinações.

O Governo de Valença estará colocando dois portais de entrada, que serão instalados na Rua Dalmo Góes (CVI) e no início da Ladeira do Amparo. O trânsito de veículos será disciplinado, com proibição de estacionamentos ao longo do circuito durante o período de realização do Novenário e do dia da festa. Apenas moradores do local terão permissão de acesso à suas residências.

Pelo menos quatro reuniões foram realizadas para discutir a festa deste ano. Segundo os representantes da Igreja Católica, os fiéis exigiam a reorganização do evento haja vista que os espaços nas principais vias de acesso estavam sendo ocupado desordenadamente por centenas de ambulantes, impedindo a livre circulação de pessoas. Enquanto isso, moradores das redondezas se sentiam incomodados com a realização de eventos onde eram utilizados aparelhagem de som que entravam pela madrugada incomodando o sossego das famílias.
(Ascom - Governo de Valença)

Nenhum comentário:

Postar um comentário