+ DE 20 obras

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

BAHIA – Parque Tecnológico vai ser inaugurado em fevereiro

12 empresas, entre elas a IBM, Portugal Telecom, Indra e Sábia Experience desenvolverão pesquisas em Salvador

Visando promover o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado, atraindo pesquisadores e abrigando incubadoras e empresas de base tecnológica, o governo estadual criou o Parque Tecnológico da Bahia, que está praticamente concluído na Avenida Paralela, em Salvador, e será inaugurado em fevereiro de 2012.

O empreendimento vai estimular o surgimento de novas empresas, promover a diversificação da economia, gerar empregos qualificados, aumentar a capacidade de inovação regional, melhorar a competitividade das empresas locais e criar uma imagem positiva para Salvador, como centro de negócios de alto valor agregado.

Somente o TecnoCentro, principal prédio do parque, demandou um investimento de mais R$ 42 milhões, captados do Ministério de Ciência e Tecnologia.

O Parque Tecnológico também vai contribuir com a formação de mão de obra. Por meio da Escola de Iniciação Científica, a criança e o adolescente serão inseridos no universo da pesquisa. O conteúdo dessa escola será direcionado para alunos do ensino fundamental do sexto ao nono ano e utilizará um processo pedagógico lúdico e dinâmico.

Para viabilizar a participação de empresas privadas no empreendimento, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) lançou uma chamada pública para as que desejavam se instalar no parque, que já tinha, inclusive, assegurada a participação de universidades públicas na área de pesquisa, como a Universidade Federal da Bahia (Ufba), a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e a Universidade Federal do Recôncavo (UFRB).

SELECIONADAS
As 12 empresas selecionadas pelo Governo do Estado para se instalar no Tecnocentro são a IBM Brasil, Sábia Experience, PT Inovação (Portugal Telecom), Indra Brasil, Imago, NNSolutions, Vitae, Brunian, MDS Tecnologia, Convergence, Exa-M e a Teledoctor.

O Parque Tecnológico vai ainda conceder bolsas para pesquisadores do Brasil e do exterior. O Programa de Desenvolvimento de Recursos Humanos em Apoio à Pesquisa e Inovação no Parque Tecnológico da Bahia (ProParq) visa disponibilizar, de 2012 a 2016, bolsas a pesquisadores, tecnólogos e gestores da inovação com produção científica ou tecnológica nas áreas estratégicas do parque: biotecnologia e saúde, energias e engenharias e tecnologia da informação e comunicação.

O ProParq é um instrumento de atraição de empresas inovadoras e instituições de pesquisa e desenvolvimento, públicas e privadas, para o Parque Tecnológico da Bahia. Serão oferecidas três modalidades de bolsas, diferenciadas, em função da experiência profissional, qualificação acadêmica, capacidade demonstrada e carga horária de dedicação a projetos, aos quais estarão alocados os bolsistas.

Esse programa é um elemento de diferenciação, tornando o Parque Tecnológico da Bahia mais competitivo em relação a outros similares no Brasil e no exterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário