Respeita as Mina

Respeita as Mina

quarta-feira, 2 de abril de 2014

III Fórum do Pensamento Crítico proporcionou noite de debate no Centro de Cultura de Valença...

Durante os meses de fevereiro e março, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult) e a Fundação Pedro Calmon estiveram realizando o III Fórum de Pensamento Crítico, com o tema Autoritarismo e Democracia no Brasil e na Bahia 1964 - 2014.

A programação incluiu eventos em Salvador, de 24 a 28 de março, no Teatro Castro Alves, e eventos visando a territorialização da cultura, a exemplo da Mostra Memória dos 50 anos do Golpe Militar, através do projeto Circuito Popular de Cinema e Vídeo Especial, exibido nos espaços culturais de todo o Estado, nos meses de fevereiro e março. Dentro da programação oficial também foram realizados importantes debates em quatro Centros de Cultura: Alagoinhas, Feira de Santana, Juazeiro e Santo Amaro, concomitantemente no dia 18 de março. 

No território Baixo Sul, a programação da exibição dos filmes aconteceu no Centro de Cultura Olívia Barradas, em Valença. Além disso, os dirigentes culturais de Aratuípe, Nilo Peçanha, Ituberá e Gandu solicitaram cópias dos referidos filmes para exibições em espaços voltados principalmente para a classe estudantil. E, a partir de uma iniciativa da representante da Secult no território, Vanessa Andrade, do coordenador do Centro de Cultura Olívia Barradas, Otávio Mota e da secretária de cultura de Valença, Edna Xavier foi montada uma programação especial para a noite de 25 de março, no Centro de Cultura de Valença. Após a exibição dos filmes "Manhã Cinzenta" e "Vou Contar para Meus Filhos" (projeto Circuito Popular de Cinema e Vídeo Especial), teve início um significativo debate, onde ex-militantes, artistas, escritores, comunicadores, empresários, professores e alunos da rede estadual e particular puderam expor suas ideias e opiniões a respeito do tema. 

Fizeram parte da Mesa nomes, como: professor e escritor Moacir Saraiva (Academia Valenciana de Educação, Letras e Artes - AVELA); professor e escritor Márcio Vieira (UNEB); vereadores Reginaldo Araújo e Jairo Baptista; atriz, cronista e historiadora Irene Dóres; jornalista, professor e escritor Ricardo Vidal; blogueiro e empresário Washington Pelegrini; professora e Mestre em História, Neli Paixão; professora e artista plástica, Yara Lúcia; músico, historiador (UNEB) e professor, Zai Pereira; professora e secretária de cultura de Valença, Edna Xavier; empresário Ivan Fonseca (SICOOB); médico e empresário, Dr. Gerson Gesteira; Dr. Lourenço Sá (Maçonaria); Wolf Moitinho, funcionário público; comunicador Rodrigo Mário; empresário Jailton Azevedo; escritor, poeta e coordenador do Centro de Cultura Olívia Barradas, Otávio Mota; Juscy Souza, secretária da Fundação Cultural Euzedir e Araken Vaz Galvão (FUNCEA) e assistente de direção da AVELA. 

A diversidade de opiniões, depoimentos diversos e participações artísticas tornaram a noite agradabilíssima, mesmo se abordando um tema tão doloroso e marcante da história. A presença e o depoimento de cada participante permitiu ao público fazer uma viagem no tempo. Foram levantados aspectos relevantes sobre acontecimentos da época e suas consequências no processo de democratização do Brasil e da Bahia. Aspectos marcantes, como: torturas, extermínios, perseguições, intervenções na educação e nas artes, censura e contradições econômicas. Todos eles, avaliados através de depoimentos eloquentes de pessoas que sentiram na pele todo o peso das ditaduras e autoritarismos. “A participação de cada um foi extremamente significativa! Um momento ímpar de discussão e troca de experiências. Acredito que alcançamos resultados maravilhosos. O período da ditadura deve ser lembrado e analisado sempre, com o único intuito de aprendizado e evolução para que os erros e atrocidades cometidos jamais voltem à tona. Que a consciência seja nossa companheira e que não percamos jamais a esperança de um futuro melhor, mais maduro e verdadeiramente democrático para o nosso Brasil”, resaltou Vanessa Andrade.

A coordenação do evento também fez questão de agradecer o apoio e a colaboração de empresas locais (Impacto Materiais para Construção, Loja Portomar, Festivo Eventos e Gráfica Prisma), da DIREC 05 e das escolas particulares do município. “Também não poderíamos deixar de citar as turmas de estudantes do IFBA, UNEB, Colégio João Leonardo, Complexo Gentil Paraíso Martins, Colégio Perspectiva e Colégio Social. Muito obrigada pela belíssima participação”.
(Vanessa Andrade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário