Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Pesquisa aponta vitória de Bites na eleição para reitor da UNEB

O candidato a reitor da UNEB, professor José Bites de Carvalho é o primeiro colocado nos três segmentos que elegem o futuro reitor nas eleições de 9 de outubro, próxima quarta-feira.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto P&P Pesquisa e Planejamento Ltda e de acordo com os resultados a chapa Bites/Carla Liane vem na frente.

A eleição é dividida em três segmentos, estudantes, técnicos e professores.
Entre os estudantes, José Bites tem 27% contra 18% de Adriana e 5% de José Claudio. A pesquisa aponta ainda 5% de indecisos e 43% que não pretendem votar. 

Já entre os Técnicos José Bites em primeiro com 31%, Adriana em segundo com 18% e José Claudio em terceiro com 12%, Neste segmento tem 4% de indecisos e 35% que afirmam não comparecerem às urnas.

Por fim no segmento de professores, Bites lidera com 40% contra 21% de Adriana e 3% de José Claudio, 1% de indecisos e 34% que não devem votar.

A eleição para a reitoria da Uneb, além de ser segmentada tem o voto como facultativo. A pesquisa foi realizada entre os dias 25 e 30 de setembro, entrevistou 1048 pessoas, entre técnicos, professores e estudantes dos 24 campi da Universidade.

Um comentário:

  1. Prezado Railton,

    Gostaríamos que publicasse em seu importante veículo de comunicação para a Costa do Dendê que, conforme informou a Comissão Eleitoral, não há nenhuma pesquisa realizada e registrada junto à Comissão Eleitoral. Desse modo, não há veracidade das informações.

    Outro dado relevante é que os entrevistados somam 1.048 pessoas, no universo de quase 50.000 votantes, o que confronta com a realidade unebiana!

    Na realidade do Campus de Valença, o candidato Bites figura a terceira colocação na boca de urna feita pela própria comunidade acadêmica.

    Saliento que não é a primeira vez que o Candidato Bites recorre do expediente de plantar notícias na coluna desse Jornalista, sendo que da primeira vez, ele foi desmascarado pela candidatura do Professor José Claudio - Reitor e Professor Paulo José - Vice (ex-diretor de Valença), pois provaram que não tinham relação com a matéria imputada à sua candidatura.

    Acreditamos na seriedade do Dendê News, veículo sempre atuante e presente nas manifestações cotidianas do povo do Baixo Sul, por isso, pedimos que publiquem a nota abaixo da Chapa A e a certidão expedida pela Comissão Eleitoral na certeza de que estarão contribuindo para a garantia da lisura do processo eleitoral.

    Pesquisa "encomendada"

    A nota intitulada "Pesquisa na Uneb", publicada ontem no jornal A TARDE e em dois sites, baseia-se numa suposta pesquisa realizada por um desconhecido "Instituto P&P", por encomenda do candidato José Bites.

    Se existiu de verdade essa tal pesquisa, o candidato teria obrigação de registrá-la na Comissão Eleitoral da Uneb, a qual compete checar a cientificidade do método e amostragem adotados e autorizar sua publicação na imprensa. Se ele não procedeu assim, sua candidatura está sob suspeição e Comissão Eleitoral tem a obrigação de exigir uma retratação do candidato B, sob pena de se desmoralizar perante a comunidade acadêmica e acusada de parcialidade.

    Acerca do mérito da pesquisa encomendada pelo candidato da chapa B, consideramos completamente desprovida de credibilidade.
    Para citar apenas um dado falso, a informação de que 42% dos técnicos da Uneb estão indecisos demonstra a leviandade da pesquisa, uma vez que a quase totalidade dos técnicos, pelo ostensivo envolvimento revelado nestas eleições, já está com suas escolhas definidas.

    Levantamentos realizados nos 24 campi por dezenas apoiadores da Chapa A - Juntos Somos Mais Uneb apontam que Adriana Marmori e Pedro Daniel estão na frente da disputa na maioria dos campi, somando cerca de 60% dos votos válidos no total, sem considerar votos nulos e inválidos.

    Essa pesquisa encomendada e as notas plantadas na imprensa demonstram claramente o desespero da coordenação da campanha de Bites às vésperas da derrota.

    Lamentamos que veículos respeitáveis da imprensa se prestem a tal papel, publicando informações sem a rigorosa apuração da veracidade e que ofendem a inteligência dos leitores mais atentos.

    ResponderExcluir