IPTU 2024

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

CAMAMU - TCM rejeita contas da prefeita Ioná

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) rejeitou as contas da Prefeitura de Camamu, na tarde desta quinta-feira, na gestão de Ioná Queiróz (PT), referentes ao ano de 2010. O relator, conselheiro Fernando Vita, solicitou representação junto ao Ministério Público contra a gestora, imputou uma multa de R$ 8 mil, pelas irregularidades contidas no relatório, e outra de R$ 36 mil, equivalente a 30% dos seus vencimentos anuais, por não ter reduzido o montante da despesa total com pessoal. A relatoria ainda determinou a devolução ao caixa municipal do valor de R$ 5.872,07, referente a multas e juros por atraso de pagamentos.

Ioná, que foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em agosto deste ano, por abuso de poder econômico e político - distribuição de alimentos e roupas durante a campanha eleitoral de 2008 - e  chamou a Justiça de “corrupta” em reunião com correligionários, após a decisão desfavorável, se mantém no cargo graças ao presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, que decidiu - por considerar esse episódio de corrupção eleitoral "um caso excepcional" - suspender a ordem pela destituição da prefeita até que sejam julgados os embargos declaratórios interpostos em sua defesa.

TRE, TSE e TCM... São muitos os Tribunais cassando a gestão de Ioná!

Nenhum comentário:

Postar um comentário