IPTU 2024

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

VALENÇA: LIÇÕES PARA O MUNDO

(Deputado Federal Josias Gomes)

Os que defendem a harmonia entre as religiões não poderia ficar mais feliz do que se estivesse em Valença, neste domingo, 23. Para homenagear a Nossa Senhora do Amparo, lado a lado, católicos e representantes do Candomblé percorrem as ruas de Valença. Antes, acontece a tradicional lavagem da Igreja de Nossa Senhora do Amparo, também com a participação de fiéis da Igreja Católica e do Candomblé.

Outra vez estamos em Valença participando dessa grandiosa festa, que também registra o seu lado profano. O povo vai às ruas, canta e dança, como é comum aos baianos. A lavagem que acontece neste domingo, 23, apenas dá início às homenagens. As festividades somente vão terminar no próximo dia 08 de novembro, dia efetivamente dedicado a Nossa Senhora do Amparo, que é a padroeira dos operários, inspiração maior do Partido dos Trabalhadores.

É reconfortante, ao lado da festa, estar mais uma vez em Valença. Cravo da índia, pimenta do reino e azeite de dendê caracterizam parte da atividade econômica do município. Não apenas a cultura, mas, também, o beneficiamento dessas iguarias da cozinha baiana e brasileira marca essa atividade econômica – e culinária, por que não? -em Valença. E tem mais. Muito mais. Valença, situada na Costa do Dendê, tem uma vocação turística extraordinária.

Há um potencial econômico enorme a ser realizado em Valença. Nesse aspecto do turismo, já fazem a fama da cidade a Ilha de Tinharé, no atraente povoado do Morro de São Paulo, e a praia de Guaibim, famosa pelo seu areal. Contudo, ao lado do turismo, Valença, encravada na progressiva região do Baixo Sul, vem se beneficiando das políticas sociais e econômicas que o Brasil e a Bahia vêm praticando nos últimos anos. E há muito mais a ser feito, muito mais, pelo poder público local.

Volto a falar, porém, sobre o que me vem à cabeça neste momento, em que participo das festividades deste domingo, 23, em Valença: que povo maravilhoso. É o povo da Bahia mostrando ao mundo, nesta festa, que as religiões podem se tolerar. O importante é o comportamento, guiado pela fé, que possa transformar os fiéis em arautos de um novo tempo, um tempo de paz e harmonia entre os Homens.

Viva Valença!

Viva Nossa Senhora do Amparo!
(Baixo Sul Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário