+ DE 20 obras

sábado, 15 de dezembro de 2012

Adriano Michael Jackson revela o desejo de voltar a jogar no Bahia

Adriano Michael Jackson quer voltar a dançar nos gramados brasileiros com a camisa do Bahia e faz questão de deixar isso bem claro: “Minha vontade é jogar no Bahia. Não é vontade de voltar para o Brasil e para a Bahia, não. Quero jogar no Bahia de novo. Desde que eu estava no Palmeiras queria voltar”, declarou, ontem, durante um baba entre jogadores, em Villas do Atlântico.

“O Bahia me trouxe muitas coisas boas e me fez crescer na vida. É um time que sempre trago no coração. Fui criado ali no Fazendão. Quero me aposentar aqui, pelo Bahia”, disse o jogador de 25 anos.

O desejo é antigo. No final do ano passado, a diretoria tentou trazer o atacante, mas o negócio não andou. O jogador está no Dalian Shide, da China, e tem contrato até o final de 2014. “Acho que dessa vez tá mais próximo e espero que dê tudo certo”, diz, otimista. 

Segundo Michael Jackson, uma nova negociação com o Bahia já está em curso. “A gente sempre conversa e a última vez que falei com Paulo Angioni foi quando cheguei aqui no Brasil, dia 3 de novembro. E com o meu empresário eles falam direto”, conta.

Interessa
O gestor de futebol Paulo Angioni confirma o interesse em contar com o jogador na próxima temporada, mas admite que a negociação é complicada. “Adriano é um jogador que tem uma história bonita no Bahia, querido pela torcida e também por nós, mas ele tem mais dois anos de contrato com o clube chinês”, disse o dirigente. 

Angioni, entretanto, promete fazer uma consulta ao time chinês. “Se houver uma possibilidade de liberação do clube da China, é um jogador que nos interessa. Vamos ver o que está ao alcance do Bahia e tentar o seu retorno”. 
Adriano foi revelado no Fazendão, mas a relação de amor com o time foi fortificada em sua segunda passagem pelo clube, em 2010, quando foi o artilheiro tricolor (15 gols) na campanha de acesso à Série A. Fez gols e conquistou a torcida, mas acabou indo para o Palmeiras no final da temporada.

Em 2011, foi vendido para o futebol chinês. “O time da China não quer me emprestar, quer que me comprem, por isso tá complicado”, afirma. 

Por enquanto, Adriano Michael Jackson mata a saudade no sofá de casa. “Quando eu assisto o jogo do Bahia, sinto uma emoção de estar em campo. Espero que em 2013 esteja de volta pra fazer essa torcida maravilhosa muito feliz”.
(Correio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário