IPTU 2024

quinta-feira, 28 de junho de 2012

PRA QUEM GOSTA DE MÚSICA - Márcia Castro, "de Pés no Chão"

Que música inquieta e sagaz essa moça faz, o som da Márcia Castro é um chute na monotonia. Ela realmente dá vida às músicas que interpreta, sua malemolência musical existe desde os 16 anos, quando deu início à sua música. Em 2008 mudou-se para São Paulo, onde deu-se um aspecto cosmopolita a sua arte, uma virada sonora em seu som.

O Disco intitulado “De Pés no Chão” conta com canções clássicas como “Preta Pretinha” dos Novos Baianos, e também músicas tiradas de algum lugar do baú que poucas pessoas conhecem, como “Catedral do Inferno” de Cartola e Hermínio Bello de Carvalho, registrada pela cantora Marlene.

As participações no disco é um caso à parte, Helio Flanders (Vanguart), Kiko Dinucci, Marcela Bellas e Thalma Freitas compõe o time de ponta.

Já deu para entender que o que está por vir é resultado de um trabalho responsável e sincero, é um disco para ser ouvido, repetido, decorado e compartilhado.



A música De Pés no Chão, de Rita Lee, dá título ao novo álbum de Márcia Castro por seu discurso de liberdade, autonomia e leveza - tudo a ver com o momento que a cantora vive, com o que ela busca e sente.

Neste clipe,o primeiro do disco, a cantora conduz uma kombi pela cidade de São Paulo e passa recolhendo personagens particulares para, juntos, passear, se divertir e viver experiências.

A ideia veio da própria Márcia, que tem essa bela kombi de estimação em sua casa. As pessoas que recolhe são atores e amigos convidados por ela para trazer personagens excêntricos e bem humorados, bem ao estilo da música.

O disco foi lançado no dia 16 de março, com o apoio do Natura Musical, que também produziu, gravou e dirigiu o clipe acima.

BOM APETITE MUSICAL!!!
De Pés No Chão

Sim, eu sou um deles
E gosto muito muito de sê-lo
Porque faço coleção
De lacinhos cor-de-rosa
E também de sapatão

Mas o que eu quero mesmo
É por os meus pés no chão
É só questão de gosto
Lacinhos cor-de-rosa ficam bem
Num sapatão, uh yeah?

Eu nasci descalça
Pra que tanta pergunta?

Nenhum comentário:

Postar um comentário