IPTU 2024

terça-feira, 15 de novembro de 2011

CVC - A Bahia saiu do Cenário Turístico Nacional e Internacional


Sobraram críticas à gestão do turismo em Salvador e no Estado, na quarta-feira 9, no Congresso Nacional de Hoteis (Conotel), em São Paulo. Guilherme Paulus, presidente do conselho administrativo da operadora CVC, afirmou que “a Bahia saiu do cenário turístico nacional e internacional”. Paulus participava do painel “Turismo receptivo no Brasil: perspectivas e oportunidades”, quando disparou as críticas e exemplificou com a ausência da Bahia na última feira internacional realizada em Buenos Aires, Argentina. No evento, apontou, estava apenas o prefeito de Porto Seguro, Gilberto Abade (PSB). 

- A Bahia saiu do cenário turístico nacional e internacional. Salvador perdeu muito quando se fala em turismo. Tenho falado com o prefeito da capital, [João Henrique], e com o governador baiano, [Jaques Wagner], que isso precisa mudar.

As críticas também se deram não apenas em relação à ausência de promotores da capital baiana e do governo estadual. Paulus diz que o modelo de promoção fora da Bahia também precisa de uma sacudida:

- Chega de distribuir a fitinha do Bonfim. O santo já ajudou bastante. É necessário mostrar outras coisas desse Estado tão lindo, que é a Bahia.

Paulus fez projeções preocupantes para o turismo baiano. O município de Porto Seguro pode perder para São Paulo a posição de número um em destinos vendido pela CVC, segundo ele. A operadora atrai cerca de 250 mil turistas a Porto, anualmente. São Paulo pode ultrapassá-lo em 2012, “se continuar brigando assim por mais turistas”.

LEONELLI FOI PRA CIMA
Ferino e direto, o ex-deputado do PSB e atual presidente do Fórum Nacional dos Secretários de Turismo, Domingos Leonelli, bateu forte em cima do CEO da Operadora CVC, Guilherme Paulus, que sugeriu à Bahia “deixar de distribuir fitinhas do Senhor do Bonfim e promover melhor o turismo do Estado”. Disse Leonelli em nota: “Se a promoção internacional da Bahia estivesse tão fraca, a CVC não teria comprado o Hotel da Bahia em 2010. Fomos premiados com o estande mais criativo no Rio e, na Argentina, conseguimos fechar mais dois charters, totalizando 12 operações semanais neste verão. A CVC é uma grande parceira, mas não é a única. Além das fitinhas, sempre há uma distribuição de mais de dez mil folhetos promocionais a cada feira, cocadas típicas e milhares de acarajés, que provocam filas e ciúmes intermináveis”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário