Estúdio MC

É Trabalho

segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Unificação de forças opositoras garante vitória de ACM Neto no 2º turno, em Valença...

O grupo liderado por Raimundo Costa, Hildécio, Dal e Jucélia Nascimento já havia dado a vitória para ACM Neto em Valença no 1º turno das eleições deste ano, com 48,87% dos votos válidos, 22.431 votos absolutos. Abrindo uma diferença de 3.902 votos entre o ex-prefeito de Salvador e o candidato governista Jerônimo Rodrigues.
No 2º turno das eleições, com as adesões de Valdemar da Conect e outras lideranças que apoiaram o ex-ministro João Roma, o grupo ganhou ainda mais dinâmica e volume de campanha, mesmo com a investida do Governo do Estado para retomar um reduto que lhe garantia ampla vitória desde 2006. Segundo fontes internas da Prefeitura de Valença, os anúncios de obras e licitações se aproximaram de 40 milhões de reais.

O resultado final demonstrou que as obras de última hora não surtiram efeito, dado o desgaste de 16 anos dos governos petistas e a baixa popularidade do prefeito de Valença, Jairo Batista. No 2º turno, Rodrigues, apesar do crescimento com uso da máquina, não chegou sequer a alcançar os votos de ACM Neto no 1º turno. Neto cresceu ainda mais e obteve 26.098 votos, 53,91% dos votos válidos. Garantindo uma frente de 3.786 votos para o governador eleito.

Para os netistas, o resultado das urnas demonstrou uma clara vontade de mudar a forma de gerir e fazer política em Valença:

“Nós fomos para as ruas com as pessoas trabalhadoras e produtivas. Olhamos nos olhos com honestidade, apresentando um projeto de esperança e mudança. As pessoas acreditaram nisso; o resultado veio nas urnas: uma votação muito superior ao candidato do prefeito e do governador. Esse sentimento de mudança é irreversível. Vamos trabalhar para vencermos juntos, também em 2024”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Respeita as Mina