Respeita as Mina

Respeita as Mina

quarta-feira, 4 de março de 2020

Secretaria da Saúde de Cairu divulga balanço de atendimentos realizados durante o carnaval e a ressaca...

A Secretaria da Saúde de Cairu divulgou na segunda-feira (02) os números de atendimentos realizados nas unidades de saúde do município-arquipélago durante o período de carnaval, de 21 a 26 de fevereiro, bem como na Ressaca do Morro, de 28/02 a 01/03. De acordo com o relatório foram realizados um total de 1.589 atendimentos, com apenas 32 transferências para centros de atendimento fora do município.

A unidade de saúde da Gamboa, localidade do circuito oficial do carnaval promovido pela Prefeitura de Cairu, realizou 339 atendimentos, já a unidade do Morro de São Paulo, destino que concentra maior número de turistas do arquipélago, atendeu 436 pacientes no carnaval e 257 durante a ressaca.

De acordo com a Secretária da Saúde, Italuana Guimarães, todos os plantões funcionaram perfeitamente, garantindo assim o pleno atendimento à população que necessitou de assistência médica no período. "Reforçamos o número de médicos, enfermeiros e técnicos em cada unidade, além do transporte emergencial de ambulâncias e ambulanchas, que funcionam 24h por dia para garantir o pronto atendimento marítimo e terrestre. As unidades também foram abastecidas com medicamentos prioritários e bem equipadas para o atendimento emergencial. Todo este planejamento, somado aos profissionais capacitados que dispomos, que sempre buscam dar o seu melhor, reflete neste baixo número de transferências que obtivemos", frisou a secretária.

O trabalho de prevenção da Secretaria da Saúde também esteve presente nas ilhas por meio da Vigilância Sanitária, que capacitou os ambulantes que atuaram no carnaval e na ressaca acerca das boas práticas de higiene e manipulação de alimentos. Já as equipes do NASF e dos agentes comunitários de saúde atuaram na distribuição de preservativos, além da orientação de cairuenses e turistas sobre a transmissão de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e a importância do sexo seguro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário