Respeita as Mina

Respeita as Mina

quarta-feira, 10 de julho de 2019

Secretaria da Saúde de Cairu promove ações de combate ao mosquito da dengue com estudantes da rede municipal...

Durante os meses de junho e julho, a Secretaria de Saúde de Cairu, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), está promovendo nas unidades municipais de ensino ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Durante as palestras, a equipe multidisciplinar do NASF (Núcleo Ampliado de Saúde da Família) mostra para os estudantes onde se pode encontrar larvas do mosquito, bem como as medidas de prevenção ao mosquito, sinais e sintomas da doença e a importância de procurar um especialista.

De acordo com a secretária de Saúde, Italuana Guimarães, o principal objetivo da ação é que os alunos possam disseminar a ideia com os pais, como forma de evitar a doença. "As crianças são fundamentais na propagação das informações sobre o mosquito Aedes aegypti e as doenças por ele transmitidas, Dengue, Zika e Chikungunya, principalmente no âmbito familiar. Eles são peças chaves na mobilização, não só por levarem as informações para casa, mas na formação de uma sociedade mais consciente no futuro”, enfatizou a secretária.

O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, trabalhando o desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino. O programa possui um cronograma anual que envolve diversas temáticas, entre elas: ações de combate ao mosquito Aedes aegypti; promoção das práticas corporais, da atividade física e do lazer nas escolas; prevenção ao uso de álcool, tabaco, crack e outras drogas; prevenção das violências e dos acidentes; identificação de educandos com possíveis sinais de agravos de doenças em eliminação; promoção e avaliação de saúde bucal e aplicação tópica de flúor; verificação e atualização da situação vacinal; promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade infantil; promoção da saúde auditiva e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração; direito sexual e reprodutivo e prevenção de DST/AIDS; e promoção da saúde ocular e identificação de educandos com possíveis sinais de alteração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário