Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 8 de julho de 2019

Morro de São Paulo participa da Rota da Independência...

Nos dias 04 e 05 de julho, a Rota da Independência (RI) desembarcou no Morro de São Paulo para a realização da sexta etapa do projeto, que vem revisitando marcos históricos nas lutas pela Independência do Brasil na Bahia. Realizado pelo Centro de Memória da Bahia (CMB), unidade da Fundação Pedro Calmon (FPC/SecultBA), a RI reforça a importância histórica e simbólica de algumas cidades que sediaram batalhas pela Independência. No município-arquipélago de Cairu a ação contou com o apoio das Secretarias da Cultura e da Educação.


A programação da Rota da Independência no Morro foi aberta na quinta (04), com aula pública guiada pelos representantes da secretaria municipal da Cultura, Michele Dahlmann (superintendente) e Sandro Freitas (supervisor) nos espaços históricos que abrigaram as lutas e os contos, desde o período colonial. O conteúdo da aula e diversas outras curiosidades estarão disponíveis na Exposição Museográfica do Morro de São Paulo, no Forte da Ponta.

Na sexta-feira (05), a Fanfarra Municipal de Cairu (Famuca), após a execução Hino ao Dois de Julho, percorreu as ruas do Morro de São Paulo, anunciando a passagem da Rota da Independência pelo destino. A aula pública também seguiu no sentido da preservação patrimonial, a partir da contextualização histórica da professora Francidreia Pimentel, nativa do Morro, e especialista em história e cultura do Brasil. Além de turistas e moradores, estudantes do curso de Museologia da Universidade Federal do Recôncavo (Ufrb) acompanharam toda a RI. A turma foi ao Morro exclusivamente para participar desses dois dias de aulas e debates. A professora da Ufrb, Patrícia Verônica, responsável pela turma e também palestrante da Rota da Independência no dia 05, fechou o debate alertando para a necessidade de se cultivar essa atenção patrimonial paralelo ao turismo.

De acordo com a secretária da Cultura, Graça Peleteiro, a inclusão do Morro de São Paulo no projeto reforça a parceria firmada entre o Município de Cairu e a Fundação Pedro Calmon, que tem a previsão de executar no mês de agosto um programa de educação patrimonial. 

Já a secretária da Educação, Luana Figueiredo, acredita que o projeto fortalece o conhecimento da comunidade e visitantes, uma vez que cria espaço para a discussão da história local.

A Rota da Independência, Batalhas ao Mar, foi encerrada com a apresentação do grupo de capoeira Kilombolas do Mestre Carlito do Morro e contou com as presenças do Ponto de Cultura da Gamboa do Mestre Orli e da Associação Cultural Viva Valença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário