Respeita as Mina

Respeita as Mina

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

NASF de Cairu promove roda de gestantes...

Com o objetivo de orientar as gestantes cairuenses sobre alimentação saudável, práticas corporais, transformações afetivas e emocionais na gestação e a importância de uma gravidez com saúde, a Secretaria da Saúde de Cairu, através do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), tem promovido rodas de gestantes. O atendimento teve início na Gamboa e Sede, seguindo para Morro de São Paulo e Boipeba, com a proposta de atender também as unidades satélites do Galeão, Zimbo e Cova da Onça.

São nos primeiros momentos de vida, que se encontra a raiz do desenvolvimento emocional e a matriz embrionária de funções fundamentais para o desenvolvimento das capacidades interrelacionais. É um processo que vai sendo construído a partir das primeiras relações do bebê com sua mãe. No último trimestre de gestação, a mulher se encontra em um estado de ‘prontidão psíquica’ para o nascimento do bebê, quando essa vinculação se torna mais forte. As últimas semanas de gestação são tão intensas no investimento do futuro bebê, que alguns teóricos situam nesse período o “embrião” do processo de apego e descrevem esse momento "como um estado muito especial da mãe". Utilizar o método das 'Rodas de Conversa' nesse momento proporciona à gestante um espaço de troca: falar e ouvir sobre suas experiências e escutar profissionais pode trazer importantes repercussões para sua vida emocional. Esse processo de diálogico facilita a elaboração da ansiedade experimentada ao longo da gravidez e aumentada na proximidade do parto.

O NASF é formado por uma equipe multiprofissional, composta por técnicos de diferentes campos de conhecimento, que atuam de maneira integrada e apoiando os profissionais das Equipes da Saúde da Família e da Atenção Básica para as populações específicas. A função primordial é o apoio matricial à atenção básica; a atuação ocorre de forma técnico-pedagógica, através de atividades educativas e clínico-assistencial, além de visita domiciliar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário