Respeita as Mina

Respeita as Mina

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

EDUCAÇÃO PATRIMONIAL - Prefeitura de Cairu assina termo de cooperação técnica com IPAC...

O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), a Prefeitura de Cairu, a Associação Comercial e Empresarial de Cairu (ACEC) e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável do Baixo Sul (IDES) assinaram na terça-feira (20/12) um termo de cooperação técnica para implantação de programa de educação patrimonial integrando a revitalização da Fortaleza do Morro de São Paulo, que detém investimento de R$ 9,2 milhões via incentivo da Lei Rouanet/BNDES, através de projeto do IDES.

Pelo convênio o IPAC disponibilizará especialistas nas áreas de arquitetura, museologia, patrimônio material e imaterial. Além disso, vai realizar cursos, oficinas e palestras para capacitação técnica de agentes municipais e da comunidade. Elaboração de material técnico para uso didático serão outras atribuições do instituto, que é vinculado à Secretaria Estadual da Cultura (SecultBA).

A previsão é que até março de 2017, o forte transforme-se em um complexo arquitetônico-histórico de visitação e atendimento a turistas estaduais, nacionais e internacionais. Sala de reuniões, anfiteatro com 240 lugares, espaço para eventos e café-cultural são alguns dos itens previstos no projeto. Visitas guiadas deverão ser uma das alternativas de receita. Entre outras responsabilidades, o local também promoverá de forma permanente a qualificação profissional para a área do turismo e estimulará à preservação cultural e ambiental.

"Estamos trazendo diversos olhares dos setores privado, civil e público para criar um processo sustentável de gestão, cujo carro-chefe é o patrimônio cultural”, comenta a diretora executiva do IDES, Liliana Leite. A propriedade do forte é da União, que fez a cessão do espaço para o Governo do Estado da Bahia, sob responsabilidade da Secretaria do Turismo (Setur). Na primeira etapa, de 2010 a 2014, o projeto fez prospecções arqueológicas, monitoramento e consolidação da muralha. Na 2ª etapa, iniciada no ano passado (2015), além das obras de restauração e manutenção foi constituído um comitê de governança de gestão sustentável.
Restauração do Portaló do Morro de São Paulo
(Ascom PMCairu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário