Respeita as Mina

Respeita as Mina

sábado, 2 de agosto de 2014

JAC pensa em transferir fábrica da Bahia para o Rio...

A área da JAC na Bahia passou apenas por terraplenagem 
Um ano e oito meses após enterrar um automóvel J3 numa cápsula do tempo para marcar o início das obras da fábrica, em Camaçari, o grupo chinês JAC Motors discute a transferência do projeto para o Rio de Janeiro. A empresa chegou a cogitar uma unidade no Rio só para caminhões, mas a negociação avançou para a transferência completa da linha de produção, incluindo a de automóveis.

Na próxima semana, executivos da JAC estarão na China para obter o aval da matriz à mudança. Se o novo projeto for aprovado, o anúncio deve ocorrer em meados de agosto. Quatro fontes ouvidas pelo jornal O Estado de S. Paulo confirmaram as negociações. O grupo SHC, do empresário brasileiro Sérgio Habib, que detém 34% das ações da JAC no País, nega que esteja avaliando a transferência. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro não comenta o assunto. A fábrica na Bahia, um investimento de 1 bilhão de reais, foi anunciada em novembro de 2011 e teve o lançamento da pedra fundamental um ano depois. Desde então, a área passou apenas por terraplenagem. A Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração da Bahia diz que a empresa aguarda a liberação de um financiamento da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia) para iniciar a obra civil.

Da parte do grupo SHC, a informação é de que espera aporte da matriz chinesa para escolher a construtora e iniciar a obra - e este seria o motivo da ida de Habib à China. Se confirmar a transferência da fábrica para o Rio, a JAC provavelmente terá de reembolsar o governo da Bahia por incentivos fiscais já concedidos e arcar com o prejuízo dos serviços feitos até agora, avaliados em quase R$ 15 milhões. Não será a primeira vez que uma montadora muda de planos após anunciar o local de futuras fábricas. No ano passado, pouco mais de um mês após anunciar a construção de uma fábrica de caminhões no Rio, a Foton Aumark, empresa chinesa representada pelo ex-ministro das Comunicações, Luiz Carlos Mendonça de Barros, comunicou a transferência do projeto, orçado em R$ 250 milhões, para Guaíba (RS). No fim dos anos 90, foi a própria Bahia que atraiu a fábrica da Ford para Camaçari, projeto inicialmente previsto para Guaíba (RS).
(Bahia Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário