Respeita as Mina

Respeita as Mina

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Subsecretário de segurança da Bahia atira contra MST...

Pereira foi flagrado apontando arma para manifestantes
O subsecretário de Segurança Pública da Bahia, Ari Pereira, atirou contra um grupo de cerca de mil integrantes do Movimento dos Sem-Terra (MST) que acampam, desde segunda-feira, 9, no Centro Administrativo da Bahia.

Segundo integrantes do movimento, Pereira fez três disparos. Ninguém ficou ferido, mas uma das portas da sede da SSP foi danificada por um tiro.

A confusão ocorreu por volta das 8h desta terça-feira, 10, quando os acampados, que ocupavam a área externa da sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Bahia, decidiram ir até o prédio da SSP protestar contra a demora na investigação do assassinato de Fábio Santos, um dos líderes do movimento, morto em abril.

Imagens captadas pelo MST mostram o subsecretário apontando uma pistola na direção dos manifestantes.

A assessoria de imprensa da SSP confirmou que Pereira atirou, mas apenas uma vez, como "advertência", pois o prédio teria sido invadido, fato negado pelo MST. Após o tumulto, manifestantes montaram acampamento na frente da secretaria.

À tarde, o secretário de Segurança, Maurício Barbosa, recebeu os líderes do movimento para discutir a investigação do homicídio. Pouco depois, o MST desmontou o acampamento. 

A deputada Luíza Maia (PT), durante discurso hoje na Tribuna da Assembleia, pediu ao governador Jaques Wagner a exoneração do subsecretário de Segurança Pública da Bahia, Ary Pereira. Segundo Luíza a atitude dele, de atirar contra integrantes do MST, é uma demonstração de desequilíbrio emocional. “Ele não tem competência para exercer o cargo que está ocupando. O MST é um movimento pacífico que luta pela reforma agrária, causa muito justa, por isso, não pode ser recebido por nenhuma autoridade à bala”, disse a parlamentar.
(Estadão e Política Livre)

Nenhum comentário:

Postar um comentário