Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

FIEB e Estaleiro Enseada do Paraguaçu formalizam contrato para desenvolver cadeia de suprimentos da indústria naval na Bahia

Instituto EuvaldoLodi (IEL) ficará responsável pela gestão do Projeto de Fortalecimento da Cadeia de Petróleo e Gás (P&G) e Naval voltado para os fornecedores do EEP

Assinatura de contrato entre a FIEB e o EEP         (Foto: Rafael Martins\Fieb)
Os presidentes da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), José de F. Mascarenhas, e do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP), Fernando Barbosa, assinaram, nesta quinta-feira, 8 de agosto, contrato de parceria com o objetivo de fortalecer a cadeia de petróleo e gás e naval na Bahia.

A assinatura ocorreu na sede da FIEB, quando também estiveram presentes o diretor de Relações Institucionais e de Sustentabilidade do EEP, Humberto Rangel, além do superintendente do Instituto EuvaldoLodi (IEL), Armando Neto.

O IEL, entidade integrante do Sistema FIEB, será responsável pela gestão do projeto, que visa o desenvolvimento de fornecedores para atender às demandas do EEP. A iniciativa faz parte de convênio firmado com o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior (MDIC).

O primeiro passo do Projeto de Fortalecimento da Cadeia de Petróleo e Gás (P&G) e Naval será identificar com o estaleiro os itens críticos quanto ao fornecimento de materiais e serviços. Em seguida, será realizado um mapeamento dos potenciais fornecedores, o que dará embasamento para a elaboração de um plano prévio de melhorias a serem implementadas pelas empresas. O objetivo é que 30 empresas sejam inseridas no projeto de desenvolvimento, que prevê, por parte do IEL, a elaboração de consultoria individual para cada uma delas. O projeto também prevê a realização de rodadas de negócios entre os fornecedores e a empresa âncora, o EEP.

INDÚSTRIA NAVAL
Para o presidente José de F. Mascarenhas, a iniciativa é de grande importância para a Bahia e faz parte dos esforços da FIEB para conformação de uma indústria metal-mecânica forte no estado. Ele conclamou as empresas baianas a participarem deste processo: “Com a assinatura deste contrato é preciso agora que as empresas se candidatem e se capacitem, porque é assim que vamos conseguir consolidar uma cadeia de suprimentos na área mecânica”, destacou. 

Mascarenhas também ressaltou a importância do estaleiro que traz para a Bahia uma indústria naval de ponta. “É missão da FIEB apoiar as ações que contribuam para desenvolver a indústria no estado e este é um setor novo para o qual a Bahia apresenta grande potencial”, acrescentou Mascarenhas.

O presidente do estaleiro, Fernando Barbosa, também ressaltou a expectativa do empreendimento em relação a este contrato. “Uma das coisas mais importantes para o EEP é desenvolver sua cadeia de suprimentos, porque entendemos que o estaleiro tem que ser um montador e necessita ter ao lado dele parceiros que venham agregar produtos e serviços ao nosso trabalho”, destacou. Ele chamou a atenção ainda para a importância de ter a FIEB como parceira.
(Marcelo Gentil - Comunicação – Diretoria de Implantação EEP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário