IPTU 2024

sábado, 16 de junho de 2012

Navio-escola argentino fica aberto à visitação no Porto de Salvador

Após navegar cerca de 35 mil quilômetros, o navio-escola da Marinha argentina Fragata Ara Libertad atracou no Porto de Salvador nesta quinta, 14. O veleiro tem 104 metros de comprimento e estará aberto à visitação pública nestes sábado e domingo, das 14h às 17h30.

O navio saiu de Buenos Aires no último dia 2, com 329 tripulantes, entre estudantes, instrutores e outros funcionários, de países como Suriname, Uruguai, Paraguai, Venezuela, Chile, África do Sul e Brasil. Após passar pela costa da Bahia, a viagem seguirá por mais 15 portos da América do Sul, Europa e África. O objetivo é oferecer aos alunos experiência em alto-mar.

De acordo com o comandante do Ara Libertad, capitão Pablo Lúcio, o trajeto feito pela embarcação oferece aos alunos uma intimidade maior com o mar, além de experiência com trabalhos em equipe: “Aqui, eles aprendem que não podem trabalhar sem o auxílio dos colegas. Essa é a principal lição que pode ser aprendida”.

Os jovens tripulantes, que têm em média 20 anos, vivenciam a rotina de marinheiros – desde o contato com ensinamentos técnicos e mecânicos do navio até a convivência com novas culturas e o trabalho integrado.

Da Bahia - Único brasileiro a bordo, o baiano Laílton Souza Jorge, 26, foi convidado pela Marinha argentina por conta do bom desempenho demonstrado no período em que estudava na escola da Marinha do Brasil, em Salvador.

Para ele, embarcar no navio-escola é uma boa oportunidade de conviver com pessoas de língua e cultura diferentes. “Embora haja similaridades entre as culturas, sempre aprendo coisas novas. É um prazer acompanhar essa viagem”, destacou.

Na opinião da consulesa argentina na Bahia, Margarita Ahumada, a viagem reforça as relações de amizade entre a Argentina e os países visitados. Para ela, se depender da tripulação, a rivalidade entre Brasil e Argentina vai permanecer somente no futebol. “Os tripulantes sentem-se lisonjeados por ter aportado no Brasil. Todos admiram a cultura, a música e o povo daqui”, revelou.

A embarcação permanece em Salvador até segunda-feira, 18. Até lá, além de guiar o passeio pelo navio, aberto ao público, o comandante argentino receberá a visita de autoridades baianas.
(A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário