Respeita as Mina

Respeita as Mina

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

300 inscritos foram selecionados para conhecer o empreendimento e receber orientação quanto a documentação necessária e seus direitos e deveres...

Na manhã desta quinta-feira (10), cerca de 300 pessoas inscritas no programa Mina Casa Minha Vida do Governo Federal em Valença, do empreendimento Residencial Nova Vida I e II, participaram no Centro de Cultura Olívia Barradas, de mais uma etapa preparatória para a ocupação dos imóveis que estão sendo construídos no bairro do Novo Horizonte. A reunião faz parte das estratégias do Governo de Valença, através da Secretaria do Planejamento para orientação quanto à documentação necessária para a assinatura do contrato dos imóveis e também a conscientização dos futuros moradores quanto às suas obrigações e direitos. São 980 casas que estão sendo construídas com previsão de entrega das chaves em janeiro de 2016.

Presente ao evento, a prefeita Jucélia Nascimento foi aplaudida pelos presentes que demonstraram grande contentamento com a real possibilidade de realizar o sonho da casa própria. “Este é mais um momento dessa construção que o nosso governo vem proporcionando ao nosso povo. Espero que cada um de vocês aproveite essa oportunidade e realize esse sonho”, disse a prefeita.

Em uma dinâmica que contou com a atenção dos presentes, a coordenadora do Programa em Valença, Leyva Naiara apresentou um slide com o passo-a-passo para a preparação da documentação necessária e o que será exigido para a ocupação dos imóveis. Os participantes assistiram também, uma breve apresentação dos principais projetos que estão sendo implantados em Valença em parceria com o Governo Federal, a exemplo de sete creches modelo, requalificação da Orla do Rio Una, praça da Vila Operária, novo cais de Valença, entre outros.

Os futuros moradores do empreendimento Residencial Nova Vida I e II, são pessoas que possui renda entre zero e R$ 1,6 mil, não possuem imóveis e nem terrenos. As prestações variam entre R$ 25 e R$ 60, com prazo para pagamento de 10 anos.
(Magno Jouber – Ascom/Governo de Valença)

Nenhum comentário:

Postar um comentário