Respeita as Mina

Respeita as Mina

domingo, 3 de maio de 2015

Escolinha oficial do Corinthians deu seu chute inicial em Valença...

A aula inaugural da Escolinha Chute Inicial do Corinthians aconteceu no dia 25 de abril, no clube Bola Cheia, em Valença. Um projeto de iniciativa do ex-jogador Liedson e do empresário Doriva, o qual visa trabalhar de forma diferenciada crianças e adolescentes amantes do futebol. O evento contou com a presença de 52 alunos já inscritos e divididos em três categorias, os quais receberam total atenção da equipe de professores, de Eduardo Medeiros, representante do Clube Corinthians e do próprio Liedson, que fez questão de acompanhar de perto cada turma. 

“Esta Escolinha é a realização de um sonho. Um projeto que será muito mais social do que comercial, pois objetivamos tirar crianças da rua e capacitá-las através do esporte. Desejamos formar atletas e cidadãos. Um futebol com arte e disciplina atendendo toda região. O nosso propósito é também preparar os alunos para que sejam aproveitados futuramente pelo Corinthians ou outros clubes de futebol”, explicou o ex-jogador Liedson. Segundo Eduardo Medeiros, representante do Corinthians são mais de 100 escolas em todo Brasil: “Também temos escolas do Corinthians no Japão e nos Estados Unidos. É um projeto promissor, pois o clube tem uma metodologia própria. O nosso primeiro objetivo é formar cidadãos, depois trabalhamos a parte técnica do jogador. Tem vários alunos das escolinhas que hoje estão na base do Corinthians. Até professores do Chute Inicial hoje são técnicos do sub11 e sub13. Todos os anos, visitamos as escolinhas para captar jogadores. Por isso, afirmo que a nossa metodologia de ensino é um grande diferencial que padroniza todas as escolas para trabalhar cada faixa etária adequadamente. Essa padronização é excelente, pois quando o aluno chega ao Parque São Jorge ele consegue acompanhar o trabalho, a adaptação é bem mais tranquila”. 

Um dos professores que integram a equipe da Escolinha, Gabriel Camardelli, reforçou que trata-se de um projeto bastante positivo, pois se preocupa com a questão da cientificidade do processo de maturação de cada atleta, com a individualidade biológica. “O clube dispõe para nós professores um material didático, com livro e DVD que traça todo o perfil do processo de maturação da criança até os 18 anos, especificando faixa etária por faixa etária, o que se deve ou não trabalhar. Normalmente relacionado às capacidades físicas, habilidade motoras, para que nenhuma etapa seja esquecida, causando problemas no desenvolvimento da criança. Foge um pouco do senso comum, onde só se reproduz o gesto motor, sem levar em consideração a individualidade biológica de cada faixa etária. Sabemos que Valença e região tem um potencial bacana e sem muito estímulo. Imagine quem está aqui desde cedo aprimorando o gesto técnico. Isso com certeza poderá fazer grande diferença lá na frente. Só para termos uma ideia o treino que acontece em São Paulo é o mesmo que acontece aqui. Logo, quando o aluno for fazer um teste não se sentirá perdido no treinamento. Ele já estará adaptado e com capacidade física e técnica equiparada com os alunos de lá. Com isso, as chances de novos atletas se tornam mais reais”, ressaltou Camardelli. 

Para Doriva a expectativa é a melhor possível: “Estamos começando com um número grande de atletas. Um sucesso, graças a Deus! E felizes com a metodologia do clube, pois o trabalho que será aplicado aqui é o mesmo de qualquer outra escolinha do projeto Chute Inicial. Com um tratamento diferenciado para cada categoria. Os pais que desejarem acompanhar será muito válido, pois estaremos sempre conversando e mostrando o trabalho realizado. Sabemos que não serão todos que jogarão profissionalmente, mas esperamos revelar muitos atletas aqui, não só para o Corinthians, mas para diversos outros clubes”. 

(Vanessa Andrade)

Nenhum comentário:

Postar um comentário