Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Santa Casa de Valença realiza I Jornada da Rede Cegonha do Baixo Sul‏...

Nos dias 30 e 31 de julho, a Santa Casa de Misericórdia de Valença realizou a I Jornada da Rede Cegonha do Baixo Sul. O evento, que aconteceu no auditório da Faculdade Zacarias de Góes (FAZAG), contou com a participação da secretária de Saúde de Valença, Ionete Nery. O objetivo da Jornada foi de oferecer para estudantes e profissionais de saúde uma discussão sobre os cuidados da mulher e do recém-nascido.

Cerca de 100 pessoas, com destaque para os profissionais da própria Santa Casa de Valença, participaram da jornada e puderam conhecer de forma mais ampla o programa Rede Cegonha, do Governo Federal, e as propostas de melhoria do atendimento às mulheres durante a gravidez, o parto e o pós-parto, e também ao recém-nascido.

Temas como o acolhimento e classificação de risco em obstetrícia, cuidados humanizados ao recém-nascido e mulheres em situações de abortamento e violência foram destaque no evento. O médico Amado Nizarala, coordenador de obstetrícia da Maternidade José Maria de Magalhães Neto e professor do curso de medicina da FTC, foi um dos convidados para falar sobre "As boas práticas de atenção ao parto e nascimento". Em defesa do parto normal, Nizarala apresentou dados que comprovam os riscos de um parto cesárea em relação ao parto natural, a exemplo das possíveis infecções e os riscos de morte e doenças para a mãe. "No parto normal, o risco é de apenas 0,2%. É claro que existem situações especiais que necessitam da intervenção cirúrgica. Mas, no geral, precisamos acabar com os altos números de cesarianos”, ressaltou o especialista.

No ano de 2013, a parceria entre a Santa Casa de Misericórdia de Valença e o Ministério da Saúde para a implantação da Rede Cegonha foi um dos fatores que propiciou a redução da Taxa de Mortalidade Infantil na instituição, que caiu de 1,55% para 1,33%. Neste mesmo ano, foram registrados 30 óbitos neonatais para 2240 nascidos vivos. A contratação de pediatras para a sala de parto para uma melhor assistência ao recém-nascido, a articulação com a Secretaria da Saúde do Município para aquisição de imunoglobulinas, a criação de medidas de superação contra os fatores determinantes dos óbitos infantis e a capacitação dos profissionais da Santa Casa de Valença foram algumas medidas adotadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário