Respeita as Mina

Respeita as Mina

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Valença realiza fórum sobre a violência contra a mulher‏...

Promover diálogo com os mais diversos segmentos sociais, de forma a sensibiliza-los ao exercício da cidadania, dizendo não à violência doméstica contra a mulher, foi um dos objetivos da realização do 1º Fórum Compromisso e atitude, assim, a Lei Maria da Penha é mais forte, que aconteceu nesta sexta-feira, 28, no Teatro Municipal. O evento, que tratou da violência de gênero contra a mulher, foi a culminância do projeto Março Mulher, do governo de Valença, através da secretária da Promoção Social, que trouxe para a discussão da sociedade local diversas questões sobre os direitos e os avanços sociais da mulher.

Várias entidades públicas e organizações não governamentais estiveram representadas no evento, entre elas a Universidade do Estado da Bahia – Uneb, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícias Civil e Militar, Ciretran, INSS, Câmara de Vereadores de Valença, Ministério Público do Estado da Bahia, Instituto Direito e Cidadania - IDC, Central de Apoio e Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas - CEAPA, prefeituras de Taperoá e Cairu e secretaria estadual de Políticas para Mulheres.

Aberto o Fórum, a coordenadora do Centro de Referência de Assistência à Mulher - Cram, em Valença, Maria Helena Cabral, tomou o evento como exemplo e disse que “de fato compromisso e atitude é preciso para que a Lei Maria da Penha possa, efetivamente, sair do papel. Diálogos como este podem construir uma sociedade melhor”. O Promotor Estadual de Justiça, Fabrício Guida, da Comarca de Valença, enalteceu a realização do encontro e enfatizou que “melhor que medidas punitivas são as medidas educativas. Por isto a importância desse trabalho que vem sendo feito no município”. 

Sinalizando no sentido de que é preciso fazer com que a mulher perceba, ela própria, os seus valores, a Promotora da Vara de Violência Contra a Mulher, em Salvador, Sara Gomes, argumentou que registros dão conta de que a dependência emocional e afetiva da mulher na relação com o seu companheiro ainda é maior que a econômica, o que favorece a um possível ganho de empoderamento através daqueles seus valores. E aí é preciso que o homem também seja educado. Sobre a educação como base formadora das relações sociais humanas, a advogada Magna Pauliana, da OAB-Valença, falou de como é fundamental o indivíduo, já a partir da infância, no ambiente familiar, ser orientado para o respeito e a valorização do outro. 

Representando a Câmara de Vereadores de Valença, o vereador Fabrício Lemos ressaltou a mulher na sua essência. Valores como a maternidade e o companheirismo que ela trás em si, segundo ele, merecem respeito acima de tudo. “Campanhas e projetos como este tem total apoio da Câmara”, disse. 

A secretária municipal da Promoção Social, Renata Sampaio, agradeceu a prefeita Jucélia, a sua equipe e a toda rede de assistência e proteção social na cidade. E não só pelo momento. O encontro que alí acontecia, disse ela, era mais uma demonstração do trabalho conjunto que vem sendo feito no enfrentamento das questões sociais em Valença.

Presente no evento juntamente com o vice-prefeito Joailton Manoel de Jesus, a prefeita Jucélia Nascimento encerrou o momento da apresentação. Relacionando o tema do Fórum ao atual momento do seu município, ela enfatizou que “questões históricas tem que ser vencidas. E estão sendo vencidas. Atitude e compromisso é o que o governo de Valença tem com a nossa cidade. E isto passa pelo compromisso com o social nas lutas pelos direitos da mulher. A rede de proteção social, a saúde, a educação formando um conjunto de ações e atitudes que dá resultados” . Seguiram-se as palestras Lei Maria da Penha e os crimes na internet, por Sara Gama, Promotora Estadual de Justiça, e A importância do compromisso e da atitude na efetivação da lei Maria da Penha, por Luciana Mota, da secretaria estadual de Políticas Públicas para as Mulheres. Quem foi ao teatro para participar do Fórum pode ainda ver a exposição fotográfica Olhares –Mulheres de Valença, de Richard Mas.
(Ascom – Governo de Valença)

Nenhum comentário:

Postar um comentário