IPTU 2024

sexta-feira, 19 de julho de 2013

PMDB quer corte de 14 ministros em agosto

Um exemplo inconteste da perda de poder da presidente Dilma em relação à sua base de apoio político-congressual está no ultimato do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, que praticamente exigiu um corte de 14 ministros, já em agosto, para diminuir os custos da União.

Henrique Alves não somente disparou a exigência do PMDB, principal partido de apoio do Palácio do Planalto, como, de outro modo, reclamou da falta de diálogo entre Dilma e as lideranças políticas, como acontecia nos governos anteriores, citando nominalmente o de Lula.

Ele disse que o Conselho Político do governo não se reúne de há muito, e já perdeu da memória a última reunião realizada sob o comando da presidente. Este fato vai render porque não se trata de um pedido, mas de uma imposição, com tempo marcado: início de agosto, ou seja, quando os congressistas retornarem do recesso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário