IPTU 2024

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Valença é destaque na 3ª Conferência Nacional de Políticas Públicas para Mulheres‏

Delegação participou de vários encontros com Ministras de Estado

A mobilização do Baixo Sul em prol dos direitos das mulheres seguiu para a Capital do País e foi representada por sete delegadas eleitas na 3ª Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres que aconteceu no mês de outubro, em Salvador. Já a 3ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres foi coordenada pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e pelo Conselho Nacional dos Direitos da Mulher. O evento aconteceu em Brasília de 12 a 15 de dezembro e reuniu mais de 3 mil mulheres de todas as regiões do país, entre delegadas e convidadas.

A delegação do Baixo Sul também foi formada por representantes de Valença, entre elas: Maria Helena Queiroz Cabral (vereadora e representante do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Comdim), Marildes Neves Nascimento (delegada nata e representante do Estado da Bahia durante o evento), Maria Balbina dos Santos – Mãe Bárbara, (delegada representante do eixo de religião de matriz africana), Maria Gonçala dos Santos (delegada representante do eixo de acessibilidade social), mulheres aportadas de mecanismos sociais de políticas para as mulheres - adotados desde etapas anteriores da Conferencia Nacional – estiveram com a presidenta Dilma Roussef , e com Ministras de Estado, o acontecido demonstra a garra e conquistas femininas refletindo a grandiosidade do movimento que envolve um coletivo.

Em Valença a ousadia e coragem de algumas mulheres transformaram a realidade local através de lutas isoladas, que hoje, felizmente assume uma ação concreta e verdadeira frente a igualdade e justiça na garantia do direito das mulheres valencianas.

O objetivo da 3ª CNPM foi discutir e elaborar propostas de políticas que contemplem a construção da igualdade de gênero, na perspectiva do fortalecimento da autonomia econômica, social, cultural e política das mulheres, e contribuam para a erradicação da pobreza extrema e para o exercício pleno da cidadania pelas mulheres brasileiras.As principais reivindicações do território – Valença – foram aprovadas, inclusive a construção de creches para que as mulheres possam buscar a sua autonomia financeira, ocupando melhores espaços no mundo do trabalho.

“As conferências tem sido consideradas marco histórico da luta das mulheres, já que pela primeira vez no país as propostas também serão recebidas por uma mulher – a primeira presidenta da história do Brasil, como destacou a ministra das mulheres.

“Participar da Conferência fortaleceu a aliança entre diferentes segmentos de mulheres, donas de uma mesma causa”, comentou a vereadora Maria Helena, autora do projeto de criação do Conselho dos Direitos da Mulher.

“Foi gratificante a participação do CRM, nesta Conferência Nacional, que muito foi-nos impulsionada pelo apoio do prefeito Ramiro José Campelo de Queiroz, através da secretaria de Promoção Social.Participar dos eixos os quais tivemos oportunidade de partilhar na Conferência Municipal, Territorial e nos defrontarmos na Nacional nos gratifica e nos empondera a construirmos em conjunto através das formulações de políticas de enfrentamento a violência familiar.

Também aproveito para retratar nosso encontro com a Ministra Luiza Bairros, da Igualdade Racial, que reconheceu a forte articulação da vereadora Maria Helena no fortalecimento de políticas públicas para as mulheres, solicitando também que estejamos sempre partilhando as ações do CRM com o seu Ministério. Sabemos, agora, mais do que nunca, que neste coletivo necessitamos de mulheres de verdade e profissionalizadas ocupando seu espaço na sociedade e mostrando seu perfil e o seu poder”, concretizou a coordenadora do CRM Marildes Neves Nascimento.

A secretária Jucélia Nascimento, da Promoção Social reafirma a forma e reconhecimento do papel que nos cabe para a transformação da sociedade, possibilitando um olhar especial para as chamadas desigualdades desestruturantes, e diz seguir com todo o trabalho desempenhado pelas mulheres que, no instante, representaram Valença de forma ímpar para o Brasil.

O evento faz parte de um processo de transformações que se acelerou no Brasil a partir de 2003, quando foi criada a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM). Desde então, aconteceram importantes conquistas, como o Plano Nacional de Políticas para as

Mulheres, a Lei Maria da Penha e a construção do Pacto Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.
(Texto e fotos: Marildes Nascimento – Coordenadora do Centro de Referência da Mulher de Valença)

Nenhum comentário:

Postar um comentário