Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Prefeitos do Baixo Sul discutem funcionamento da Policlínica Regional...

Na última quarta-feira, (11/04), o prefeito de Valença, Ricardo Moura, participou da reunião do Consórcio Público de Saúde do Baixo Sul; o encontro aconteceu no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Valença e tratou da implantação da Policlínica Regional, que atenderá 13 municípios da região. As obras de construção já estão em andamento e entrará em funcionamento na antiga sede do Centro Social Urbano (CSU), cedido pelo Governo do Estado.

Estiveram presentes representantes dos municípios participantes do Consórcio, além de Nelson Portela, coordenador geral da Sesab - Secretaria da Saúde do Estado da Bahia. O presidente do Consórcio Leonardo Cardoso, prefeito de Gandu, coordenou a pauta do encontro, com destaque para a adesão ao consórcio do município de Itaparica, aprovação de um aditivo ao estatuto, por conta dos cargos de pessoal e do salário dos médicos que sofreram reajustes; além dos subsídios da Policlínica Regional, que será rateado entre os municípios que fazem parte do consórcio.

Fazem parte do consórcio os municípios de Valença, Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Camamu, Nova Ibiá, Teolândia, Gandu, Wenceslau Guimarães, Piraí do Norte e Itaparica.
Segundo cálculos da Sesab, tanto a divisão dos custos, quanto a oferta dos serviços da policlínica serão relativos à população de cada município consorciado. A policlínica irá disponibilizar equipamentos Eletroencefalográfico, Eletroneuromiógrafo, Ultra-sonógrafo, Mamógrafo e Ressonância. Serão ofertados exames de Cardiologia, Mapa, ECG, Cirurgia Geral (biopsias), Ecocardiografia, Holter, Ergometria, Gastroenterologia, Endoscopia digestiva, Colonoscopia e Angiologia.

A secretária da Saúde de Valença, Jeanine Fonseca, ressaltou que os atendimentos disponibilizados pela policlínica tornará melhor a qualidade no atendimento, tendo em vista que o deslocamento em busca de algumas especialidades será ofertado no próprio município, colocando um ponto final no sofrimento da comunidade, que sai na madrugada em busca de atendimentos na capital baiana.

Em entrevista, o prefeito Ricardo Moura destacou a importância da efetivação desse projeto para o município; salientou que os atendimentos direcionados à saúde dos munícipes continuará sendo uma prioridade da gestão e que esse momento é singular para a história da saúde da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário