Respeita as Mina

Respeita as Mina

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Qualificação de feira agroecológica aumenta renda de agricultoras do Território Baixo Sul...

Cerca de 100 agricultoras do Território Baixo Sul passaram a ter uma estrutura, um local para comercializar seus produtos e a possibilidade de aumentar suas rendas, com a entrega de 16 barracas e o apoio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vincula à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A Feira Agroecológica da Agricultura Familiar e Economia Solidária, acontece toda sexta-feira, no pátio do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), na rua Guilhermina Góes, em Valença, e na sexta-feira (10), recebeu a visita do titular da SDR, Jerônimo Rodrigues.

De acordo com o secretário, a ação fortalece outras estratégias de comercialização direta dos produtos da agricultura familiar e assentamentos da reforma agrária, minimizando a ação de intermediários nas cadeias produtivas e possibilitando maior rendimento aos agricultores familiares. “Como a determinação do governador Rui Costa é a gente fazer com que a renda chegue as pessoas do rural, nós temos que encontrar estratégias para que isso aconteça. Temos que ter uma quantidade de produtos que abasteça os mercados, ter uma qualidade dos produtos e garantir espaços para que isso aconteça”. 

Ainda segundo Rodrigues, uma das estratégias que a SDR tem fortalecido é estimular para que os municípios tenham uma feira agroecológica, para que organize e garanta que os produtos tenham um espaço de venda e os agricultores e cooperativas possam fazer um exercício de comércio. “ Atuamos na capacitação, na organização e estruturação das barracas, no apoio com selos dos produtos, no estímulo a ter sacolas retornáveis. Esse exercício nos faz perceber que esse é um espaço com potencial muito forte para elevação da renda dos agricultores”.

A agricultora Antônia Queiroz da Silva, da comunidade de Gervásio, em Valença, é uma das produtoras que comercializa seus produtos. Ela comemora e conta entusiasmada sobre o trabalho na feira. “As barracas foram um privilégio e ganhar um espaço como esse foi um presente para nós agricultoras. Estamos aqui faz três meses e já vimos nossa renda melhorar”.

A dona de casa Maria dos Prazeres virou cliente assídua da feira. “Encontrar aqui tudo organizado e fresquinho dar prazer a uma dona de casa que vem fazer suas comprar para depois alimentar a família com produtos saudáveis. Virei cliente fiel. A gente vê que são produtos de qualidade e, tudo isso, pertinho de casa”.

Na Feira, o público encontra semanalmente frutas, verduras e hortaliças orgânicas, saudáveis e de qualidade.A iniciativa conta com o apoio da Cooperativa de mulheres da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Vaelnça (Coomafes), Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Centros de Cooperativas e Empreendimentos Solidários (Unisol) e SETAF do Baixo Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário