Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 30 de março de 2015

Ocupação Cultural Celebra Dia da Poesia em Cachoeira‏...

Em um fim de semana movimentado, o Pouso da Palavra, na cidade de Cachoeira-Bahia, comemorou o Dia da Poesia. Com dois dias de programação, as atividades foram abertas na sexta, 13, com a Feira do Livro Livre, tendo continuidade no sábado, 14, com a Ocupação Cultural reunindo um grande número de participantes das mais diversas localidades e modalidades artísticas.

Na sexta, 13, aniversário de emancipação da cidade, ao cair da tarde, além da Kombiblioteca Itinerância Poética, músicos e escritores reversaram-se no passeio do Pouso cantando ou declamando composições de sua autoria ou clássicos da literatura e do cancioneiro popular. Os que pararam no local puderam também adquirir a preços populares livros dos mais diversos autores.

No sábado, 14, dia da Poesia, a Ocupação Cultural tomou conta do Pouso. Na galeria do espaço, a exposição coletiva de Artes Visuais com obras de Nem Cardim, Otávio Mota, Juliano Britto, J. Pincel, Jessé, Adriano Pereira, Horácio e Gugui Martinez, convidava para adentrar o espaço onde houve lançamento de livros e um sarau aberto pelo grupo infantil Rouxinol. Residente na Casa de Barro, o grupo emocionou a todos com suas crianças recitando desde Cecília Meireles a Damário da Cruz, não deixando de homenagear também Castro Alves.

A noite seguiu com muita música e poesia dos mais variados estilos e teve ainda a participação do Coletivo Passarinha, além dos poetas e poetisas Alan Félix, Clarice Marcon, Otávio Mota, Jefferson Brandão, Valdeck Almeida de Jesus, Luiz Menezes de Miranda, Karol Britto, Uíla Bárbara, Quirino, Jorge Chuim e Adriano Pereira. Na música marcaram presença Matheus Santana, Everaldo Júnior, Dante Santana, Mariana Brandão, entre outras. O teatro foi representado através das performances de Pâmela Vilanova (Helena Vadia), Kaik Rodrigues e Lucas Alves.

Abaixo alguns depoimentos de participantes da Ocupação em Cachoeira:

"Foi na Ocupação Cultural que eu me encontrei como artista, reconheci a importância da cultura popular e passei a gostar ainda mais das Artes. A Ocupação em Cachoeira me trouxe um pedaço da minha terra, meus velhos amigos, novas amizades, gente unida pela poesia, teatro e música. Cachoeira ferve cultura popular e a Ocupação Cultural faz parte desse grande movimento que só cresce e faz bem". (Jamile Menezes - Valença)

"Foi gratificante estar num lugar mágico, em que a atmosfera é poesia pura, juntamente com outros artistas da palavra, contribuindo para o engrandecimento da literatura. Adorei rever amigos, reencontrar outros, contribuir com a leitura de textos de minha autoria e ouvir outros poetas declamando suas criações". (Valdeck Almeida de Jesus - Jequié)

"Foi com imensa alegria que pudemos vivenciar na tarde sábado,na galeria de arte e espaço cultural Pouso da Palavra ,uma verdadeira comunhão de artistas comprometidos em transformar os espaços em algo ativo no sentido sensível , cada um com sua arte deixando um pouco de si ali . Com certeza ficará marcado no coração de todos que estiveram lá a certeza de que é possível um mundo com mais liberdade de criação sem convenção social, criar na cara e na coragem. Evoé!" (Uíla Bábara – Serrinha)

"A Ocupação Cultural pousou no lugar certo, embora acredite que por ser uma OCUPAÇÃO deve estar pousando em diversos lugares. Mas, parecia, ali, um lugar que ela (re)nascia com toda a vitalidade da juventude. Nossos olhos não puderam ficar parados um só instante, dada a magia do lugar...se íamos para o banheiro, encontrávamos arte, se íamos olhar a rua, mais uma dose de arte pelo caminho. Foi a melhor ocupação que já estive". (Gerusa Sobreira - Salvador)

"Poesia. Viver coletivamente a poesia, ocupar espaços significante e com ela alimentar a alma..Assim foi o dia 14 de março, no Pouso da palavra.. Almas alimentada de pura e poesia, recheada de arte e acolhedora arte musical. Feliz e presente sempre..." (Acely Araújo – Casa de Barro)

"A ocupação cultural promoveu a cultura e suas diversas linguagens, como outrora na cidade Cachoeira, principalmente no Pouso da Palavra, templo maior da promoção da arte na cidade". (Alan Félix- Salvador)

"Atentando um convite de Adriano Pereira, que promoveu no Pouso da Palavra, um encontro entre poesia, música, teatro e outras artes, me fiz presente. Há tempos vinha esperando uma oportunidade desse tipo, participar de um evento nessa Casa tão significante para o cenário Cultural. Lá estive nesse sábado, justamente no dia Nacional da Poesia, 14 de Março. A arte reinou no seu contexto geral. Iniciativa que deve ser repetir outras vezes. A OCUPAÇÃO aconteceu no embalo de música, teatro e poesia, e muita gente bonita. Uma noite para ser repetida e fincada no calendário da Literatura Baiana". (Luiz Menezes de Miranda – Salvador)

Nenhum comentário:

Postar um comentário