Respeita as Mina

Respeita as Mina

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

DATAFOLHA - Marina ganha de Dilma no 2º turno...

Levantamento é o primeiro depois da morte do ex-governador pernambucano Eduardo Campos...


Em pesquisa Datafolha publicada nesta segunda-feira 18, em um eventual segundo turno, Marina Silva aparece com 47% das intenções de votos contra 43% da presidente Dilma.

Este levantamento é o primeiro realizado depois de Marina ser apontada como a escolhida pelo PSB para ocupar a vaga deixada por Eduardo Campos, morto em um acidente de avião na quarta-feira.

Entretanto o resultado desta pesquisa Datafolha estabelece um empate técnico  entre Marina Silva e Dilma, pois o levantamento feito entre 14 e 15 de agosto, com 2.843 eleitores em 176 municípios do país, tem margem de erro máxima de 2 pontos percentuais e nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE sob o protocolo BR-00386/2014.

Em um cenário contra Aécio, a petista venceria com 47% das intenções ante 39% do tucano. Em julho, Dilma tinha 44% contra 40% de Aécio, diferença dentro da margem de erro da pesquisa.

Já para o 1º turno, a pesquisa mostra a presidente Dilma Rousseff com 36% das intenções de voto, contra 20% do candidato do PSDB, Aécio, e 21% de Marina Silva, o que garantirá a realização do 2º turno para presidente. 

Entre os demais candidatos, o Pastor Everaldo (PSC) soma 3% das intenções de voto. Zé Maria (PSTU) e Eduardo Jorge (PV) aparecem com 1%. Luciana Genro (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não pontuaram.

Com a participação de Marina como candidata, os números de voto nulo ou em branco caíram cinco pontos. Na última pesquisa, ainda com Campos, esse grupo somava 13% e, agora, recuou para 8%. Indecisos eram 14%, caindo para 9% nesta pesquisa.

Na pesquisa anterior, divulgada pelo Datafolha em meados de julho, quando Campos era o candidato do PSB, Dilma tinha 36% das intenções de voto diante de 20% de Aécio e 8% de Campos. O Pastor Everaldo (PSC) aparecia com 3%. José Maria (PSTU), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro, Rui Costa Pimenta (PCO) e Eymael (PSDC) tinham 1% cada. Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não pontuavam. Brancos e nulos somavam 13% e indecisos, 14%.

Rejeição
O instituto também apurou a rejeição dos três principais candidatos na disputa presidencial. A presidente Dilma Rousseff tem a maior taxa de rejeição: 34% dos eleitores dizem que não votariam nela de jeito nenhum. A taxa de rejeição de Aécio Neves é de 18% e de Marina Silva, 11%. Na pesquisa anterior, divulgada no início de julho, quando Eduardo Campos (PSB) figurava entre os candidatos, a taxa de rejeição de Dilma era de 35%. Aécio tinha 17% e Campos, 12%.


Nenhum comentário:

Postar um comentário