Respeita as Mina

Respeita as Mina

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Governador da Bahia e executivos do Estaleiro Enseada do Paraguaçu visitam estaleiro Sakaide, no Japão...

Jaques Wagner foi recepcionado por dirigentes da KHI e conheceu o processo de transferência de tecnologia para a operação do estaleiro na Bahia 

O governador Jaques Wagner e dirigentes das empresas Kawasaki Heavy Industries Ltd. (KHI) e do Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) conheceram, hoje (21/01), as instalações do estaleiro da KHI em Sakaide. Durante a visita técnica ao estaleiro, o governador presenciou o processo de transferência de tecnologia (TTA) e conheceu os profissionais do EEP que estão sendo treinados no local. A equipe foi apresentada a todas as fases do processo produtivo, começando pela demonstração da fabricação de pequenas peças para navios e seguindo pelas oficinas de pré-montagem, de instalação outfitting e de megabloco.

A visita de Jaques Wagner ao estaleiro Sakaide marca o momento de geração de conhecimento e empregos proporcionada pelo Estaleiro Enseada do Paraguaçu na Bahia. O estaleiro, localizado no município de Maragojipe (BA), começa a operar ainda este ano e impulsiona o crescimento da região.

De acordo com o Governador, a retomada das atividades da indústria naval brasileira representa a consolidação de um sonho e a geração de empregos. “Acredito que o intercâmbio entre brasileiros e japoneses permitirá a construção do maior estaleiro do Brasil. A junção de planejamento e organização com a criatividade brasileira trará grandes soluções na área de produção”, comemora. 

O governador foi recebido pelos profissionais baianos que participam do processo de transferência tecnológica entre as duas empresas e por Fernando Barbosa, presidente do EEP. “A vinda do governador Jaques Wagner ao Japão vai ao encontro do momento do crescimento do setor industrial presenciado na Bahia. Foi uma oportunidade para o governador ter a dimensão do que será nosso estaleiro em Maragojipe. Estamos investindo em um empreendimento moderno, que deve impulsionar a geração de empregos e negócios.”, afirmou Fernando Barbosa.

Odilon Parente, integrante do EEP com cerca de 30 anos de experiência no setor, destacou a relevância do processo de transferência de tecnologia entre as duas empresas: “A tecnologia da KHI é realmente inovadora e é uma semente que está sendo plantada. Apesar de anos de experiência no mercado, não conhecia tamanha eficiência. Levarei ao Brasil as lições de planejamento e máxima qualidade”, relatou o profissional que passa por treinamento no Japão.


Nenhum comentário:

Postar um comentário