+ DE 20 obras

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Presidente do PT de Valença encontra Lula e Dilma em Salvador‏...

Martiniano, Rael, Jonas e Paulo Gabriel (Ufrb)
O presidente do PT de Valença, Jonas Andrade Pereira, participou, nesta quarta-feira (24), em Salvador, do ato de comemoração dos 10 anos de governo do PT, com a presença da presidenta Dilma, o ex-presidente Lula, do governador Wagner e diversas lideranças estaduais do Partido dos Trabalhadores, além de diversas autoridades dos partidos aliados.

"Pude ouvir a análise de Lula e Dilma sobre os importantes avanços conquistados na última década, além de ter o prazer de rever muitos amigos do nosso partido e encontrar companheiros de Valença, como o meu amigo Martiniano, o nosso vereador Adailton e o jovem Rael", disse Jonas.

Jonas também destacou a atenção que os governos estadual e federal tem demonstrado por Valença: "Agora com a nova patrol, Valença poderá realizar antigos sonhos. Já vimos e admiramos a patrol exposta na praça, comemoramos a chegada dela, mas é hora de colocá-la para trabalhar. É hora de ação! O povo da zona rural quer ter conhecimento do cronograma de trabalho dessa importante ferramenta de desenvolvimento. É preciso que se informe à população onde e quando ela vai funcionar e a previsão de conclusão dos trechos mais críticos das estradas vicinais de nosso município".

O reitor da UFRB também estava presente e reforçou seu empenho para levar o campus da universidade para Valença, sonho que ainda não foi realizado e que depende de contrapartidas. "Valença precisa e merece ter a UFRB. Não dá mais para esperar", afirmou Martiniano.

A lembrança de que muito foi conquistado na última década, inclusive o direito de reivindicar mais direitos, marcou o último seminário em comemoração aos dez anos de governo democrático e popular no Brasil.

“Tem gente querendo fazer com que as pessoas esqueçam o que fizemos nos últimos dez anos”, afirmou Lula no começo de seu discurso. “Nós temos o direito de reivindicar tudo que falta, mas temos a obrigação de reconhecer tudo que conquistamos”. O ex-presidente lembrou que uma das grandes conquistas da última década foi o direito de o Brasil andar de cabeça erguida no mundo inteiro.

A política foi apontada por Lula como o único caminho possível para solucionar os problemas. O ex-presidente ressaltou que todas as vezes em que um discurso anti-político prosperou, as consequências foram o nazismo, o fascismo e a ditadura. “A única coisa que nós políticos não podemos é ter vergonha de ser políticos”, defendeu.

A presidenta Dilma afirmou que o momento atual do Brasil não pode ser visto como marco zero das mudanças. “Vejo gente tentando interpretar a voz das ruas como a demonstração de que nada foi feito até aqui”. Ela afirmou que as mudanças estão sendo feitas e são apenas o começo. “Sabemos que democracia gera desejo de mais democracia”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário