+ DE 20 obras

terça-feira, 16 de julho de 2013

Manifestação em Camamu pega fogo

Dezenas de professores e mototaxistas deram uma sacudida cívica razoável nesta terça-feira 16 no centro comercial de Camamu. A manifestação começou por volta das 10 da manhã e se estendeu até às 14 horas. Os participantes pediram segurança pública, diante da crescente onda de assaltos na cidade, além de reivindicarem reajuste de salário para os professores, reforma das escolas e diminuição na quantidade de alunos nas salas de aula.

"A segurança aqui está horrível. Todos os dias têm acontecido assaltos no comércio, homicídios agora são três por quatro e a educação está um caos, com nossos salários achatados, sem receber reajuste há muito tempo, as escolas sem condições nenhuma para receber os estudantes e em quase todas elas existem o excesso de alunos nas salas, tornando o exercício da educação impraticável. Queremos que a prefeitura resolva urgentemente esses problemas", disse uma professora.

Durante a grande passeata os manifestantes paralisaram as ruas do centro de Camamu, atearam fogo na BA 001, bloqueando o acesso ao município e finalizaram o protesto em frente à prefeitura, na tentativa de serem recebidos pela prefeita Emiliana de Zequinha da Mata...






Um comentário:

  1. Infelizmente Zequinha da Mata voltou e ainda não disse pra que veio. Todos nós sabemos que sua irmã é a prefeita eleita, mas ele é que é o chefe do executivo de fato. Ele precisa reagir porque nós camamuenses estamos tristes e sem esperança há mais de 5 anos.

    ResponderExcluir