+ DE 20 obras

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Curso capacita PM´s para utilização da ‘Pistola Taser’

Policiais passam por treinamento para uso da pistola Taser
Dois mil e quatrocentos policiais militares estão sendo capacitados para utilizar a pistola Taser M26. 

Inicialmente, foram treinados 80 PMs multiplicadores, a fim de instruir os demais policiais que vão atuar durante o Carnaval e em outros eventos populares.

Entre os PMs capacitados, estão os da Base Comunitária de Segurança de Rio Sena, subúrbio de Salvador.

Até sábado (26), todos os policiais serão preparados para utilizar a Taser M26. No curso, eles recebem instruções sobre policiamento em grandes eventos e como e quando utilizar o equipamento. Além do uso em grandes eventos populares, como o Carnaval, a pistola vai auxiliar em outras ações policiais.

De acordo com a subcomandante da Base Comunitária de Segurança de Rio Sena e multiplicadora, tenente Camila Soledade, a Taser vai ser utilizada em todas as atividades da base. Ela afirmou que a pistola facilita o trabalho policial durante as ações, porque evita o uso excessivo de armas de fogo. “A Taser é uma arma de baixa letalidade. Ela nos permite imobilizar um indivíduo de uma forma que não o prejudique”.

Utilizada pela Polícia Militar da Bahia desde 2010, a Taser é uma arma de eletrochoque que deflagra cartuchos de dardos energizados para imobilizar momentaneamente uma pessoa. Apesar de não apresentar grandes riscos à saúde de quem é atingido, a sua utilização exige uma série de cuidados. 

“Esse curso visa instruir o policial sobre o melhor momento de usar a Taser. Antes da abordagem, é preciso verificar o estado físico e psicológico da pessoa. A pistola não deve ser utilizada, entre outras, em gestantes e em pessoas que estejam manuseando veículos ou próximas a produtos inflamáveis”, explicou a tenente Camila.

Além dos policiais militares, delegados, escrivães e investigadores escalados para trabalhar durante o Carnaval serão capacitados a operar a Taser M26 em um curso oferecido pela Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Nenhum comentário:

Postar um comentário