+ DE 20 obras

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Dilma recebe Wagner e ACM Neto HOJE

Antes do que se previa – expectativa era que encontro ocorresse apenas após posse, leia-se em 2013 –, o governador Jaques Wagner e o prefeito eleito ACM Neto estarão juntos nesta quinta-feira (6/12), às 15h30min, em audiência com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília.

Há exatos 16 dias que o prefeito eleito se reuniu com o governador, que prometeu não apenas intermediar o processo como também ser um interlocutor dos pleitos da capital baiana junto ao Palácio do Planalto, Neto e Dilma se sentarão pela primeira vez à mesa, ocasião em que tratarão de assuntos de grande interesse para a cidade, entre eles mobilidade urbana e a requalificação da orla marítima.

As obras que já estão em andamento, como a Via Expressa e a Arena Fonte Nova, além de todo o entorno do estádio, que recebe a Copa das Confederações em junho de 2013, também devem ser destaque. O fato apenas reforça a promessa do chefe do Executivo estadual feita em campanha de que não haveria espaço para “revanchismo”. Wagner afirmou que sua meta é trabalhar pelo bem de Salvador, independente do prefeito eleito ser membro de um partido da oposição.

A primeira conversa entre o petista e o democrata, inclusive, Wagner fez questão de pontuar que foi extremamente produtiva. “Tratamos da gestão, conversamos sobre o metrô, sobre alguns projetos estruturantes do Estado para Salvador, falamos da orla, do Carnaval e estamos começando a montar, a partir das equipes, uma agenda de trabalho. Acho que Salvador só tem a ganhar com o entendimento administrativo entre o governador e o prefeito eleito”, disse.

Neto, por sua vez, destacou que pediu a Wagner que pudesse, na primeira oportunidade, agendar um encontro com a presidente. "Faço questão que o governador possa me levar a este encontro e acho que ele é este grande interlocutor que devemos ter com o governo federal”, afirmou, complementando que: “Para ele, a cidade precisa do esforço conjunto dos governos municipal, estadual e federal. Quero ser um facilitador dos investimentos, dos projetos e das obras que o Estado pretende realizar em Salvador”.

O prefeito eleito ressaltou ainda que a agenda de trabalho vai ser iniciada de imediato, priorizando o metrô e antecipando o que possa ser feito em parceria entre os poderes.
(Tribuna da Bahia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário