+ DE 20 obras

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Deputado Estadual Elmar não acredita em PR na base de Wagner e Sandro Régis diz que não iria de jeito nenhum

Deputados Sandro Régis e Elmar Nascimento
Os deputados estaduais Sandro Régis e Elmar Nascimento reagiram às especulações de que o PR, partido do qual fazem parte, estaria próximo de aderir à base do governo Wagner, em um cenário que envolveria a indicação de César Borges, presidente do PR baiano, para cargo no alto escalão do Banco do Brasil.

“Em relação à minha postura, não existe a possibilidade de aderir ao governo. Não existe argumento, nada que me faça mudar de ideia”, afirmou Régis de maneira categórica em entrevista ao Bahia Notícias. Seu colega de legenda e partido adotou um tom menos enfático, mas desconfiou que a sigla mude de lado no âmbito estadual. “Não tenho conhecimento, mas, pelo que conheço dele [César Borges], ele não faria isso sem discutir com o partido. Além disso, não é a primeira nem última vez que sai algo do tipo”, afirmou Elmar, em referência à possível indicação do ex-senador.

O parlamentar comparou ainda a situação de Borges à do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que faz oposição ao governo e é vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa. “Geddel é da base, por acaso?”, questionou. Ao ser perguntado se uma possível mudança de rumos da legenda o faria deixar o PR, Elmar respondeu: “Eu acho que até justificaria, mas não vou botar o carro na frente dos bois. Não tenho sobre o que falar enquanto não houver uma conversa com César”, finalizou.
(Bahia Notícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário