IPTU 2024

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Estradas que cortam a Bahia tiveram 554 acidentes em 18 dias

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou nesta terça, 03, a Operação Fim de Ano nas rodovias que cortam a Bahia. O total de ocorrências em 18 dias de operação foi de 554 acidentes, com 290 feridos e 42 mortos. Somente no Réveillon, foram registrados 59 acidentes, que deixaram 47 feridos e três mortos.
O número de acidentes registrados agora foi maior do que em 2010, mas houve diminuição no número de mortos – 42 contra 46. O número de feridos deste período, entretanto, foi de 290 em relação a 268 em 2010.

Na BR-116, ocorreu o maior número de acidentes com mortes (14). A segunda foi a BR-101 (oito). Na BR-324, ocorreram seis mortes.

Imprudência
De acordo com a assessoria de comunicação da PRF, o aumento no número de acidentes em relação ao ano anterior é resultado da imprudência e falta de atenção dos condutores. Segundo a PRF, isso pode ser comprovado pelo alto índice de colisões frontais (42,86%), atropelo a pedestres (23,81%) e saídas de pista com capotamento (16,67%), causados, em sua maioria, por ultrapassagens em locais proibidos combinadas ao excesso de velocidade.

Já nas estradas estaduais, a fiscalização segue de forma mais intensa até o fim do verão. Segundo o coordenador de operações da PRE, major Marins, o efetivo foi aumentado em 76 policiais e seis viaturas, distribuídos na BA-0878, que dá acesso à cidade de Saubara; BA-001 em Itaparica; e BA-099 , que dá acesso ao litoral norte.

“Nossa Operação Verão vem sendo realizada desde dezembro. Intensificamos a fiscalização nestas rodovias nos finais de semana e feriados. Esta ação vai seguir até o início de março”, explicou o major Marins.

Durante as festas de final de ano, a PRE registrou 37 acidentes, com 29 pessoas feridas e quatro mortos. Em 2010, foram 26 acidentes, sendo cinco considerados graves, e quatro mortos.

Apreensão
Em Salvador, a ação para o controle de alcoolemia, mais conhecido como lei seca, feita pela Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador), abordou 419 condutores. As blitzes foram realizadas nos dias 26, 27 e 30 de dezembro.

Do total de condutores abordados, dois apresentaram quantidade de álcool superior a 0,29 mg por litro de ar expelido. Eles foram autuados com multa de R$ 957, retenção da carteira nacional de habilitação (CNH) e retenção do veículo.

A operação flagrou mais dois condutores com teor igual ou superior a 0,30 mg por litro de ar expelido. Estes foram encaminhados para delegacias da Polícia Civil. Já 31 condutores se recusaram a fazer o teste.

Durante as festas de final de ano, a Transalvador removeu 24 veículos por motivos diversos e apreendeu 42 carteiras de habilitação.
(A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário