Respeita as Mina

Respeita as Mina

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Governo de Valença participa de reunião com comunidade do bairro da Bolívia‏...

Com a participação da prefeita Jucélia Nascimento e todo seu secretariado, aconteceu na manhã do último domingo (06), no Auditório do CEEP, uma reunião entre Governo de Valença e a Associação do bairro da Bolívia, denominada pelo presidente da Associação, Washington Terra de “2º Diagnóstico do Bairro da Bolívia”. A reunião, que contou ainda com as presenças do comandante da 33ª CIPM, major Itamar Gondim; o presidente da Federação das Associações de Valença (Femamva), Romilson Muniz e o vereador Antônio Barreto, serviu para tirar dúvidas sobre o andamento das obras do PAT Prosanerar e alguns questionamentos sobre Saúde e Segurança Pública.

A comunidade presente ao evento pediu que a reunião tivesse como foco principal, o andamento das obras do PAT. De acordo com o secretário da Administração Ademar Barreto, o projeto que prevê como principal objetivo, o saneamento do bairro, foi iniciado em 2006 com previsão de gastos na ordem de R$ 40 milhões. Após quase dez anos o projeto sofreu várias paralisações sendo a sua continuidade acelerada após a prefeita Jucélia assumir a gestão em 2013. Durante esse tempo, a Bolívia cresceu e se expandiu. Com isso, aconteceram modificações no projeto, todas elas aprovadas pela Caixa Econômica Federal (CEF), financiadora da obra. Outra situação que contribuiu para o atraso dos trabalhos se relaciona com os reajustes previstos em contrato dos valores pagos à Empresa Andrade Galvão, executora da obra, que, após muitas negociações, ficou definido que o município assumiria os débitos, inclusive de gestões passadas. O acordo prevê um repasse através de recursos próprios do município, na ordem de R$ 5 milhões para a conclusão das obras. Deste total, a Prefeitura já pagou R$ 800 mil e fez um acordo na Justiça para pagar R$ 165 mil, evitando assim, a sua paralisação. De acordo com a previsão da Andrade Galvão, os trabalhos serão reiniciados no início de 2016, após as férias dos empregados. 

Para a prefeita Jucélia Nascimento, o domingo foi muito produtivo. “Estamos aqui atendendo um chamado da comunidade deste bairro maravilhoso que é a Bolívia. Ficaremos aqui o tempo que for necessário para tirarmos dúvidas e dizer o que é possível fazer por essa comunidade”, disse. A prefeita também ressaltou que o poder público está presente de forma decisiva no bairro da Bolívia. “Foi aqui que colocamos o Samu, por entender que a Bolívia é o bairro mais populoso de Valença e onde se encontra boa parte da população carente do município”. Além do Samu, a prefeita também citou a obra do PAT Prosanear, as reformas em postos de saúde, creches e escolas e anunciou para a próxima semana, a colocação da Pedra Fundamental para a construção de uma quadra poliesportiva na Escola Eraldo Tinoco.

O presidente da Associação da Bolívia, Washington Terra, reconheceu a disposição da equipe de governo em atender ao chamado da comunidade. “Este é o momento da gente cobrar das autoridades os nossos direitos e ao mesmo tempo oferecer a nossa contribuição”. Ressaltou Terra.

O presidente da FEMAMVA, Romilson Muniz, falou sobre as competências de cada morador e dos gestores. De acordo com Muniz, as coisas só acontecem, quando comunidade e poder público se responsabilizem por suas demandas.

A comunidade ouviu ainda esclarecimentos do major Itamar Godim sobre a atuação da Polícia e a nova relação entre moradores e o Comando da 33ª CIPM. Sobre o setor da Saúde, a secretária Ionete Neri anotou as reivindicações e garantiu dar uma resposta positiva.
(Magno Jouber – Ascom PMValença)

Nenhum comentário:

Postar um comentário