+ DE 20 obras

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Cairu reduz mortalidade em 58%

O Sistema de Informação em Saúde utilizado pelo SUS (SIM/DATASUS/MS) é um instrumento estratégico e o ponto de partida para muitas ações, servindo de base para diagnósticos e planejamento que busquem a (re)organização de serviços, sejam assistenciais, preventivos ou de cura/reabilitação. Segundo análise deste sistema, o município de Cairu reduziu a mortalidade geral em 58%, entre os anos de 2009 a 2012.

O sistema faz também uma analise do perfil de mortalidade no município. Em 2009, as causas de morte seguiam a tendência nacional, tendo como causas principais as mortes por doenças por aparelho circulatório, em segundo as doenças endócrinas e nutricionais, seguidas das neoplasias e causas externa de mortalidade. Já em 2012 as principais causas de morte no município foram as doenças circulatórias, causas não definidas e doenças do aparelho respiratório.

A secretária municipal de saúde, Cíntia Rosemberg, explica as mudanças no perfil: "Acreditamos que a mudança no perfil epidemiológico dos óbitos em Cairu refletem as ações que foram implementadas no período avaliado, 2009 a 2012, a exemplo do aumento das ações do programa HIPERDIA (Hipertensão e Diabetes), práticas corporais, manutenção regular da distribuição de medicamentos. Já as neoplasias são provocados principalmente pelos hábitos de vida dos tempos modernos, alimentação com conservantes químicos, agrotóxicos, poluição de ar, vida sedentária, dentre outros. O município tem investido em ações educativas e sensibilização da comunidade em relação aos cânceres de colo uterino e mama, ações de mutirões para realização de preventivos e orientações sobre autoexame da mama. No que tange às mortes relacionadas às causas externas, fato que merece a atenção nas políticas públicas voltadas para a vigilância dos acidentes e violências, foi realizado pelo município projeto de prevenção à violência no trânsito e no mar, que terá sua execução já neste segundo semestre de 2013", disse a secretária.

Ainda segundo a secretária, o perfil de mortalidade de uma cidade pode ser considerado um indicador sensível das condições de vida e do modelo de desenvolvimento de uma população, sendo o resultado de diversos fatores correlacionados com a qualidade de vida do município. “Com base nesses dados, podemos concluir que o trabalho contínuo e o foco na melhoria na qualidade de vida da população teremos ainda mais resultados positivos. Buscamos fazer jus ao slogan da administração municipal 'Como é bom viver aqui', estamos empenhados em trabalhar cada vez mais para que todos os cairuenses tenham a certeza que moram em uma cidade cuja a administração municipal se preocupa com sua saúde, seu bem-estar e com a melhoria da sua qualidade de vida”, finalizou a secretária.
(Jamille Soares)

Nenhum comentário:

Postar um comentário